segunda-feira, 4 de outubro de 2010

O IMPÉRIO ANTIQUÁRIO

A Revista Plus, do Diário do Amazonas, publicou no dia 03 do corrente, uma excelente matéria da jornalista Dalsy Melo, versando sobre uma loja de antiguidades chamada “Império Antiquário”.

Como se pode perceber, o “blogdorocha” é saudosista, portanto, tudo o que é do passado é do meu interesse, principalmente, sobre a nossa cidade de Manaus – como sabemos, o antiquário é um estabelecimento onde se vende objetos antigos e, esse é de amazonenses que amam a nossa cidade – tem tudo a ver comigo.

Passei milhares de vezes pela frente dessa loja, localizada em um casarão antigo, datado de 1942, na Rua Luiz Antony, 731, centro de Manaus -, mas, nunca entrei para conhecer as “novidades” – a matéria da revista me incentivou a ir até lá esta semana.

Os donos do estabelecimento é o casal Aldrim Almeida e Myrella Guimarães – os dois são colecionados de moedas antigas e de discos de vinil, por sinal, a mesma paixão que eu tenho -, com certeza, ficaremos muito a vontade para conversar.

No local podem ser encontrados:

Cartões-postais;
Discos de Vinil, principalmente de Rock;
Fotografias antigas de Manaus;
Moedas do antigo Império Romano, da época de Cristo;
Objetos de bronze;
Rádios Modulados;
Cédulas de mais de 100 países, inclusive do Irã, que trazem estampado o rosto do Saddam Hussein, morto em 2000;
Vitrolas;
Relógios de parede (antigo e grande);
Enceradeiras;
Ferro de Engomar a carvão;
Televisores antigos;
Maquinas Fotográficas antigas;
Revistas, Livros, Fitas VHS e CD’s;
Aparelho Celular Nokia PT-550, o primeiro celular a circular em Manaus.

Um detalhe: tudo funciona, numa boa!

Eles fazem também a digitalização de Vinil para CD, passagem de fitas VHS para DVD, restauram também fotografias, áudios e películas de filme.

Nos planos do casal está a criação de uma fundação de cunho sociocultural, além de transformar a loja com espaços para um café e de audição de discos antigos. Magnifica ideia, vamos apoiar.

O que para alguns não passam de “quinquilharias”, para outros são um verdadeiro tesouro, as peças expostas no antiquário contam a história e expõe as mudanças das gerações.

Vamos lá minha gente, vamos conhecer um pouco sobre a nossa história, vamos adquirir os objetos, decorar as nossas casas, vamos ajudar os donos desse maravilhoso espaço, vamos ajudá-los na realização do sonho deles: a criação de uma fundação com cunho sociocultural. E isso ai.
Postar um comentário