terça-feira, 16 de agosto de 2011

A INFLUÊNCIA DA LUA CHEIA

Uma das fases mais exuberantes do nosso satélite natural é a Lua Cheia, quando a sua face aparece totalmente visível – inspirando e influenciando os poetas, os doidos, as mulheres e a natureza.

Um poeta maluco, depois de detonar um tarugo de “cannabis hidropônica”, resolveu dar um rolé pelo Largo de São Sebastião, em Manaus, ficou extasiado quando avistou a Lua Cheia nascendo e, numa inspiração poética repentina, declamou o seguinte arremedo de poema: - No interior, a Lua Cheia nasce lá pelas bandas do Sítio Balatal, aparecendo linda e formosa por detrás do Bananal! Em Manaus, no Bar do Armando, o melhor boteco da capital, a Lua Cheia nasce majestosa por detrás do Hotel Taj Mahal! Êta maconha vencida, mermão!

Dizem os especialistas que a Lua é capaz de modificar os oceanos e mares afora, provocando as marés, imaginem as nossas ideias, interações e líquidos cerebrais, no que chamam de “maré corporal”. Pois é, mano velho, os doidos ficam muito mais doidos na Lua Cheia! Será por isso que chamam alguns alienados de “lunático”? Sei, não! Vou pedir ajuda ao Dr. Rogélio Casado, o médico que mais conhece doido em Manaus!

Alguns associam a Lua Cheia como símbolo da fertilidade, dizem que muitas mulheres dão a luz nessa fase especial da lua. Será que os ciclos menstruais são regidos pelos ciclos lunares? Não sei, somente sei que, a mulherada fala que nesta fase eles ficam numa “ziquezira” danada, com os motéis até o talo de casais dando lamparinadas de montão. Diz a lenda que a índias “icamiabas” (mulheres guerreiras) somente mantinham relações sexuais na Lua Cheia, quando retiravam os “Muiraquitãs” do fundo do lago “Espelho da Lua” e, presenteavam aos seus parceiros.

Os agricultores gostam de plantar na Lua Cheia as hortaliças e flores, pois a seiva se concentra na copa das plantas. É a melhor fase para colher frutos, eles ficam mais suculentos. Conheço uma historinha do saudoso pai, o Luthier Rochinha, foi mais ou menos assim: Pesquisadores do INPA visitaram a oficina do velho e, perguntaram como é que ele conseguia beneficiar o Marupá, pois ela é muito sensível, funga rapidamente e fica podre. O meu pai explicou que a madeira vinha do interior e era trazida pelo seu compadre Abdias, ele somente cortava em noite de Lua Cheia. Os pesquisadores disseram que aquilo não tinha fundamento científico. Foram embora e passaram um bom tempo pesquisando. Quando voltaram à oficina, explicaram que realmente a lua cheia tinha influência no corte do Marupá. Tô dizendo!

Muitos falam que isso não passa de mitos lunares sem nenhum fundamento cientifico, em todo caso, fico com o folclore e a tradição que ela disseminou entre os pobres mortais. É isso ai, Lua Cheia vai influenciar você!
Postar um comentário