quinta-feira, 18 de agosto de 2011

VIDA NOTURNA DE MANAUS

Os turistas que visitam a cidade de Manaus reclamam da falta de informações sobre a vida noturna da cidade, além do calor, poucas opções de lazer, faltam placas indicativas, atendimento péssimo, transporte precário e outras coisas mais – apesar de não ser o meu ramo, estou pensando em fazer um catalogo bilíngue sobre “Dicas turísticas de Manaus”.

Sobre o assunto, vou fazer um breve comentário sobre a vida noturna:

A grande maioria dos turistas fica hospedada nos hotéis do centro antigo de Manaus, onde a vida noturna resume-se a bares, botecos e pouquíssimas casas de shows. O centro da cidade ficou relegado a último plano pelos governantes, com o abandono dos espaços púbicos e pouca segurança na parte da noite, o que levou ao aumento da violência urbana e o afastamento dos empresários da área de entretenimento e lazer para lugares mais afastados.

Até as dez de noite é possível passear tranquilamente pelo Largo de São Sebastião, tomar um chopp, comer uma pizza e ouvir alguém com voz e violão, no Esplash Pizzaria. Toda quarta-feira, a pedida é assistir a apresentação de cantores amazonenses no Tacacá na Bossa. Provar dos melhores petiscos e um bom chopp no Pensador. Visitar a Casa de Eduardo Ribeiro, Centro Cultural Palácio Rio Negro, Exposição Permanente de Artes Plásticas e o Teatro Amazonas. Existem muitas apresentações de porte nacional e internacional quando dos grandes festivais (música, opera, jazz, cinema e dança).

Na Rua Lobo D´Almada uma grande parte dela foi transformada em casas de strip-tease, sendo mais famoso o Remulo´s, além de dezenas de hotéis de alta rotatividade, aconselha-se ter muito cuidado e cautela em andar à pé por esses lugares.

O Bar do Armando, na Rua Dez de Julho, fica aberto até mais tarde, no local pode-se tomar uma cerveja bem gelada, consumir um sanduíche de porco com queijo bola e bolinhos de bacalhau, além ouvir uma boa música de flashback.

Quem quiser ir um pouco mais longe, pode pegar um taxi e ir para o Bar da Loura (ET Bar), com música ao vivo de sexta a domingo, os jovens fazem presença na sexta-feira (vai até de manhã). No Bar Chão de Estrelas, o visitante volta ao passado, pode-se dizer que é um bar-museu, com muita cerveja gelada, tira-gosto e música ao vivo. A famosa caldeirada de Tambaqui pode ser saboreada no Canto da Peixada, além de encontrar uma grande variedade de peixes amazônicos.

Outras pedidas: Porão do Alemão Rock Bar, Cervejaria Fellice, All Nigh Pup, Cachaçaria do Dedé, Snoop Bar, O Chefão, Katkero, Karaoke Furusato, Wandyr Bar, Chapéu Goiano, Crocodilus Club e Bar Castelinho.

Quem é light e gosta de caminhar, a pedida é passear pelo Largo de São Sebastião, Praça Heliodoro Balbi (antiga Praça da Polícia), Parque Jefferson Péres, Parque dos Bilhares (fica na Avenida Constantino Nery) ou ir ao Shopping Amazonas Center, Milleniun, Plaza e Manauara, onde se encontra dezenas de bares, cinemas, teatros e restaurantes da melhor qualidade, fechando às dez da noite.

A grande maioria dos bares, clubes e casas de shows ficam na Estrada do Turismo (Toque-Toque, Maloca´s, Kabana´s Hall, Xote de Menina, Porteira, etc.) um local muito distante e a corrida de uma taxi fica muita alta. Existe o Sambódromo, onde acontecem os desfiles de carnaval, além do Manaus Folia (carnal fora de época, no final de Agosto), o Carna Boi (toadas de boi e de carnaval, acontece em Fevereiro), Boi Manaus (em setembro, na festa da cidade), Samba Manaus (outubro), o Bar do Boi (do Caprichoso e Garantido, todo sábado de Março a Junho) e, muitos shows musicais.

A Praia da Ponta Negra é uma boa pedida, porém, ela está fase de revitalização, o local é muito bom para fazer caminhadas, assistir shows nos bares e no anfiteatro, acredito que depois de dezembro, com a reabertura do local, vai ser muito bom passar a noite por lá. O Tropical Hotel promove alguns eventos na praia e em suas dependências, com acesso liberado a todos que podem pagar um pouco mais caro.

É isso ai. Viva a Manaus boêmia!

Postar um comentário