sábado, 15 de maio de 2010

DECLARAÇÃO DE AMOR AO RIO NEGRO

Posted by Picasa

Rio Negro, negro sempre tu foste, negro, sempre tu serás; as tuas águas translúcidas, na calmaria das manhãs ensolaradas, refletem as nuvens, as matas e todos os seres que se colocam acima e ao teu lado, como se fossem um espelho negro; assim, espero, para o todo sempre, amém, pois, infelizmente, já vi muitos rios negros, virarem rios pardos, poluídos, sem vida, não é o teu caso; não permitirei, jamais, o progresso acabar com a tua vida, com o oxigênio da tua composição química; tu fazes parte da minha vida, uma simbiose entre mim e ti; sempre o adorei e o respeitei; nunca, jamais, em hipótese alguma irei poluí-lo, também, não permitirei te afogares no mar de lama da poluição; é inconcebível uma pessoa que recebe a luz, a paz de espírito da tua beleza e imensidão, que bebe na tua fonte finita de águas cristalinas, dar de volta, a poluição em teu leito, jogando lixos em tuas margens; muitos, muitos, não sabem, não entendem, são ignorantes, pecam pela sua falta de conhecimentos e sensibilidade, vêem, mas, não enxergam, são cegos do saber e do amor, pois quem ama, não suja, em hipótese alguma, a sua cidade Manaus e o Rio que banha toda a sua margem esquerda; quem ama, preserva, luta pela sua perenidade, para o pleno usufruto atual e pelas futuras gerações.



=============================================


NEGRO!


MEU AMOR!


TE VI:


ME APAIXONEI!


ANSIEI ESTAR CONTIGO


NUMA NOITE DE LUAR,


NA CARÍCIA DAS TUAS ÁGUAS MERGULHAR!


ATIRAR-ME NOS TEUS BRAÇOS!


ENTREGAR-ME NA EMOÇÃO...


NEGRO!


TENS AROMA DO AMOR...


O SABOR DA PAIXÃO DE LUTAR!


CORAGEM QUE BROTA DE PROFUNDA DOR...


NO MEU CORAÇÃO A TOCAR!


NÃO POSSO MAIS VIVER SEM TI!


FIZESTE DE MIM UM PEQUENO SOL,


COM VONTADE DE NASCER DE NOVO


A CADA DIA!


NEGRO,


MEU AMOR!
(O Romper da Aurora no Espelho Negro - Leny Delamuta Mello)

==================================================


Te amo Rio Negro!


Fotos Colagem: José Martins Rocha
Postar um comentário