sexta-feira, 12 de março de 2010

O AMAZONÊS


* Nicolas Júnior

Maninho Espia

Eu sou dessas paragens
Das bandas de Cima
Do Lado de Cá
Eu não sou leso
Nem Bodó tico
Mas não boto toco
Se tu me Trisca (marrapá)
Eu não vim nenhum Guaramiranga
Sou moleque doido não venha fresca
Pegue logo o beco e saia vazando
Senão tu vai tapa numa emborca
Me criei na Beira ali pelo Rodó
Eu me embiocava lá pelos moto
Mamãe me ralhava e eu nas carreta, zimpado
Era galho de cuia, lambada e o escambal
Saia vazado bodozal Pro, menino vai se assia
Tira a Tuira do Côro, que agora é dos vera
Vou te malinhar.
Amazones Sou, não boto com nado, Piqui chupo nem
Sou do mesmo saco da farinha
Aquela ali ovinha da do Uarini
Amazones Sou, num é fuleragi
Eu sou Dali bem e dou força de cum na farinha
E sou inxirido até o tucupi.
Eu Escarrado era cuspido e uma osga
Mas meu apelido era carapana
Muito apresentado, passando na casca do alho
Era chato Balde não, Pitiu cuirão um
Mas intojado que dismintidura
Numa gabolice pai d'égua que só, pois num é?!
Man chibata era eu, Parente, de Rocha
Era o Rei do migué
(sou amazones ...)
Na Ilharga das balsas
Brincava de pira
E ali de bubuia, ficava até ingilhá
Dusôtro mangava na esculhambação
E na hora da broca mandava kikão com dindin
Era só qui bom
Eu pegava um boi, que era massa demais
Égua su mano, eu cresci a pulso
E hoje vivo dos bicos na Rampa dos cais
(sou amazones ...)

* O cantor e compositor Nicolas Jr. é natural de Terra Santa PA, aos 12 anos começou a tocar violão, aos 15 foi para um internato onde Compôs suas primeiras canções, em 1998 veio para Manaus, onde iniciou sua carreira, cantando em barzinhos da cidade . Lançou seu primeiro disco em 2001 intitulado Nicolas Jr. Teve suas canções gravadas por grandes interpretes da musica amazonense como, tais: David Assayag, o Grupo Carrapicho, Cinara Nery, Amilkar Azevedo, entre outros Lucinele Castro. Lançou seu segundo CD em 2003 intitulado "Simetria" pelo projeto Valores da Terra, da Prefeitura de Manaus.

Observação: Assim como existe o modo de falar do carioca, paulista, mineiro, cearense, gaúcho, etc o amazonense fala diferente também, conhecido por Amazones. A foto acima é do J Martins Rocha, mostrando três amazonenses batendo um papo (miolo-de-pote) - o advogado Inácio, o filósofo Arueira eo percussionista Sacy da Aparecida.
Postar um comentário