terça-feira, 20 de março de 2012

FLAGRANTE DA PRAÇA DA SAUDADE


Esta belíssima e histórica Praça foi construída em 1865, durante anos e anos foi sendo desfigurada – com a ideia e apoio do saudoso Senador Jefferson Péres, o logradouro público foi fechado em 2008 e, passou por um profundo processo de revitalização, voltando aos moldes do que era antigamente,  foi inaugurada em 2010, com investidos na ordem de R$ 2,7 milhões de reais.

Para os senhores terem uma ideia, o projeto de restauração buscou ser fiel ao original, incluindo pistas com pedras de carranca e Miracema; iluminação com postes no estilo republicano e bancos em estilo francês, lixeiras em ferro fundido, bancas de revistas, cabines telefônicas e espaços gastronômicos, além do paisagismo, com plantio de mudas de mini-ixórias, alamandas, palmeiras, açaizeiros, boungainvilles, oitizeiros e pau-pretinho.

Passados dois anos da sua reinauguração, o local está abandonado pelo poder publico municipal – com as lâmpadas queimadas, na sua grande maioria; o piso está soltando; os jardins estão clamando por manutenção e, falta a presença da Guarda Municipal.

A fotografia acima foi um flagrante em que presenciei hoje, mostra um jovem gaiato que, após arrancar um banco da praça, colocou-o debaixo de uma árvore frondosa, deitou e, começou a folhear uma revista, tudo na maior cara-de-pau e desrespeito ao bem público!    

Reclamar para quem? Nada posso fazer para mudar o quadro, apenas divulgar nas mídias sociais e, quem sabe chegue ao conhecimento das autoridades (in) competentes. E isso ai. 


Postar um comentário