segunda-feira, 12 de março de 2012

POLÊMICAS: FORMATO DAS PRAÇAS DE SÃO SEBASTIÃO (MANAUS), DE COPACABANA (RIO) E ROSSIO (LISBOA). QUEM FOI O PRIMEIRO?


O Dr. Rogélio Casado publicou na sua página do Facebook http://www.facebook.com/rogeliocasado:

A urbanização de Manaus aconteceu bem antes da que ocorreu na cidade do Rio de Janeiro. Ocorre que as cidades europeias são mais antigas. Por isso, faz sentido que os portugueses, com sua tradição histórica de navegantes, aliada à sua alma poética, tenham sido os autores desse traçado tão simbólico. Ocorre que os amazonenses, nostálgicos de uma "belle époque" (é de se perguntar para quem?), tornaram-se arautos do superlativismo. Aqui tudo é grande, melhor de todos, o primeiro do mundo e coisas do gênero. Os mais críticos atribuem essa cultura a uma espécie de "leseira" endêmica na região, reagudizada pela criação da zona franca. Um doce de cupuaçu japones pra quem descobrir imagens da praça portuguesa com traçado semelhante ao calçadão de Copacabana e o calçamento da praça São Sebastião. Tem uma Praça em Portugal com o mesmo desenho. Teriam os portugueses copiados os amazonenses? Ou teríamos nós amazonenses copiados os portugueses? Certo mesmo é que a urbanização do Rio de Janeiro só foi possível graças aos impostos gerados pela economia da borracha. Ah, isso foi.

A esse respeito, fiz uma postagem no blog:


Dizem alguns amazonenses que, os cariocas imitaram o calçadão da Praça de São Sebastião, em Manaus, ao construírem o calçadão da Praia de Copabacana, no Rio de Janeiro.

Alguns chegam até a afirmar que o desenho ondulado em preto e branco, foi um trabalho artístico, mostrando as ondas do Rio Negro e Rio Solimões, fazendo uma alusão ao Encontro das Águas.





A foto ao lado, mostra a Praça Rossio, em Lisboa, com mesmo formato em ondas e cores alternadas, representando o Encontro das Águas do Rio Tejo com o Oceano Atlântico.











A outra foto mostra a orla de Copacabana, em 1910, sem o famoso calçadão. Sabe-se que  foi feito somente na década de 60, fruto do  trabalho do paisagístico Roberto Burle Marx.

O leitor Marcos, fez a seguinte observação:


"Só uma correção. O calçadão de Copacabana com as formas atuais de fato é da década de 60, que por obra de Burle Max aproveitou o desenho sinuoso já existente desde a década de 20. O que ele fez foi um projeto para toda a avenida atlântica e no calçadão propriamente dito aumentou as curvas e as deixou paralelas ao mar, como se fosse uma continuação das ondas quebrando à beira praia. O projeto original, de fato, é igual ao do Teatro em Manaus, com as ondas perpendiculares à rua".

A foto da nossa Praça de São Sebastião é do início do século passado, portanto, não fomos pioneiros, a origem é portuguesa, pois a Praça do Rossio foi feita em meados do século XIX, agora, se os cariocas se inspiraram em Lisboa ou em Manaus, não sei afirmar


Quem tiver mais informações a respeito, mande um e-mail para o blog.
Postar um comentário