sábado, 12 de março de 2011

OS DESCLASSIFICADOS

ARTISTAS AMAZONENSES CONTRA A OMB/AM – O Sr. Sérgio Salazar, presidente da Ordem dos Músicos do Brasil, seção Amazonas, volta e meia anda se indispondo contra os músicos amazonenses. Recentemente, impediu um show da cantora Márcia Siqueira (sem uma justificativa plausível), depois, foi acusado pela cantora Lucilene Castro por fraude e de impedi-la de trabalhar, por último, o técnico de som Reldson de Paulo, acusou os dirigentes de ter mantido o artista em cárcere privado, na própria sede da instituição -,os dois últimos prestaram queixa contra os representantes da entidade na Polícia Federal. Os músicos amazonenses irão fazer uma manifestação contra a gestão local, será no dia 14 de Março em frente à sede da Ordem, localizada na Rua Maceió, bairro Adrianópolis. Pesam contra a Ordem dos Músicos do Brasil/AM as seguintes denúncias (estão postadas no Facebook, não sei e não posso afirmar, apenas listo o que está escrito na mídia): Ausência de prestação de contas/desconhecimento da categoria dos critérios para contratação dos fiscais/inexistência de eleição anual de 1/3 do Conselho/contas pendentes na antiga sede/aplicação indevida de multas/possível extorsão/abuso de autoridade/perseguição e represália a músicos e empresários do ramo do entretenimento/possível expedição irregular de carteiras profissionais e assédio moral. Ufa! É muita coisa! A Ordem dos Músicos é uma autarquia pública federal, criada através da Lei 3.857, de 22/12/1960, tendo como objetivo a preservação, fiscalização e regulamentação da profissão dos músicos do Brasil – pelos escândalos e polêmicas envolvendo a instituição do Estado do Amazonas, não estão nem chegando perto desses objetivos, sou totalmente solidário aos músicos da minha terra. Intervenção Já!

A BANDA “RESTART” (RESTO DE ARTE) É PRECONCEITUOSA – Esta Banda pobre de espírito, irá se apresentar em Manaus no dia da mentira (1º de Abril), no Studio 5 – É mole ou quer mais? Vocês sabem o que o baterista falou com relação ao Amazonas e ao seu povo? Não? Então, Thomas ai: - numa entrevista, o músico é perguntado sobre quais lugares ele ainda gostaria de tocar. Thomas responde: “Queria tocar no Amazonas. Imagina, tocar no meio do mato, não sei nem como é o público de lá. Não sei nem se tem gente civilizada, civilização!. Dê uma olhada nessa Banda escrota no YouTube: http://www.youtube.com/watch?v=P6nPwb_L33c.  Para ele, Manaus é somente mato e que o povo é da época das cavernas. Puro preconceito. Se é assim do fresca, então, toma essa fuleiro: - Vá “Thomás” no teu Cupuaçu, filho de baranga! Ainda vai ter muito babaca que irá pagar ingressos de R$ 40,00 e R$ 90,00 para assistir esses caras preconceituosos! No compasso da música deles de maior sucesso: "Levo Comigo" o agravo (ofensa) pela declaração infeliz desse baterista viadinho!

O GOVERNO DO AMAZONAS LEVA A FRENTE O MONOTRILHO – Apesar das recomendações do Ministério Público Federal e do Ministério Público Estadual, o governo passou por cima e manteve a licitação para este tipo de transporte. Não estão nem ai se existem diversas irregularidades no projeto básico; de ser economicamente inviável e de correr o risco de não ficar pronto até a Copa de 2014. O povo não quer este tipo de transporte; ainda irá estragar mais o já estragado centro histórico de Manaus; não deu certo em lugar nenhum do mundo; será caríssimo, muitas escolas deixarão de ser construídas por conta da conta do monotrilho; mesmo a par de tudo isso, o governo do Amazonas está apostando todas as suas fichas nesse negócio da China (para eles, é claro!). Veja mais: http://www.pram.mpf.gov.br/institucional/acoes-do-mpf/recomendacao/Recomendacao_MPF_MP_AM_MONOTRILHO-MANAUS.pdf.  

A FESTA VAI COMEÇAR E OS BOIS AINDA NÃO TÊM O REGULAMENTO – Todo ano é a mesma coisa, os dirigentes dos Bois Garantido e Caprichoso são intransigentes, brigam feio na elaboração do Regulamento do certame. As principais polêmicas são as seguintes: 1. Mudança de jurados - passariam de nove para vinte e sete; 2. Os escolhidos seriam da Região Norte, exceto do Amazonas; 3. O Secretario Estadual de Cultural, Doutor Robério Braga, saiu de campo, não quer participar dos debates – as agremiações querem a sua volta; 4. O Prefeito de Parintins, Bi Garcia, tem como Secretário de Finanças, o senhor Telo Pinto, presidente do Garantido – o Caprichoso teme que ele vá ajudar o contrário (o contrário à organização da festa é ele!). Enquanto não resolvem este “quiprocó”, os ensaios do Bar do Boi ficarão suspensos, bem como, a SEC não repassará os recursos para o festival. Esses caras não são profissionais, fazem beicinhos por “merda”, prejudicam esta grandiosa festa, prejudicam o povo parintinense e aos turistas que ficam na dúvida se vai ter ou não festival. Pode escrever ai: eles vão resolver tudo na última hora, o dinheiro sairá tarde demais, o Bumbódromo será recuperado às pressas, a cidade não vai ter tempo suficiente para se preparar para receber os milhares de turistas que irão para a festa – tudo por culpa da Dona Márcia Baranda e do Senhor Telo Pinto, presidentes incompetentes dos bois! Tem que mandar esses dois pastar bem longe! Chegou a hora de profissionalizar a direção das agremiações bovinas, não tem mais sentido essa bagunça toda!

Vaias, muitas vaias para os desclassificados acima! É isso.
Postar um comentário