sábado, 19 de junho de 2010

DASDÔ E O BARCO DO ENCANTO

Era a Moça mais linda da vila do pescador.

A beleza mais rara, feitiço das águas “Dasdô”
Nos seus olhos viviam
As luzes que vinham de longe
Cidade que abre mil asas de sonhos
Tá querendo te levar
Era noite de lua, tão cheia de lua
Tão clara de lua, uma noite pra se apaixonar
Foi “Dasdô” deslizando, no barco, bailando
Cidade chamando nessa noite pra se apaixonar
Foi no espelho das águas que a bela “Dasdô” conquistou
O coração mais vermelho, senhor dos banzeiros, ordenou
Que seus quatro cavalos de fogo
Tomassem o barco do encante
E a jovem levasse pro feitiço completar
E no fundo do rio, barrento no cio
O belo senhor recebeu “Dasdô”, que se apaixonou
E o amor se expandiu e do barco surgiu
A cidade encantada, que se iluminou


Letra de Renato Bagre, Helen Veras Filho, Ana Paula Perrone e Paulo Marinho
CD Garantido 2007 – Guardiões da Amazônia
Foto: J Martins Rocha - Mural na entrada do Bumbodromo de Parintins, Amazonas.
Postar um comentário