quinta-feira, 13 de outubro de 2011

DIAS DAS CRIANÇAS NA COMUNIDADE DO PAU ROSA.


Faço parte de um grupo de amigos em que os integrantes possuem algumas coisas em comum: o amor ao próximo e, o gosto em ajudar as pessoas mais carentes, principalmente às crianças e aos mais idosos, além de curtir as viagens de lazer pelas comunidades próximas a Manaus.
Algumas pessoas que frequentam o Bar Caldeira e Bar do Armando (BICA) fazem quota, arrecadam donativos e doam para os velhinhos do Asilo São Vicente de Paula, no bairro de São Raimundo, para hospitais e comunidades carentes.
O nosso grupo gosta de levar presentes e brinquedos no Natal e no Dias das Crianças, geralmente para as comunidades afastadas do centro de Manaus, este ano, no dia dos baixinhos, resolvemos levar brinquedos para as criancinhas da comunidade do Pau Rosa, no Km 21 da Estrada BR 174.
Esta comunidade recebeu este nome, em decorrência de uma antiga usina de beneficiamento de pau rosa existente naquela área. Em 1992, foi criado no local o Projeto de Assentamento Tarumã Mirim, através da Resolução do INCRA no. 184. Quase toda a produção dos produtos regionais é vendida diretamente aos consumidores na Feira da Sepror (semanalmente, das 8h de sexta feira ao meio dia de domingo), no Parque de Exposições Agropecuárias.
O grupo foi formado pela Socorra Papoula, militante do PT/CUT e protetora dos fracos e oprimidos; do Nego Augusto, empresário do ramo de refrigeração e filantropo; Celeste, funcionária da Sefaz e amante da natureza; Vital Melo, Secretário da Prefeitura de Manaus (SEMTRAD) e militante do PT/CUT; Eridan Baiana, secretária da Associação dos Pecuaristas do Amazonas e ambientalista e, pelo Rocha, ambientalista e blogueiro.
Os brinquedos foram comprados nas Lojas do Baiano, todos simples e baratos, porém, muitos valiosos para as criancinhas que moram dentro da selva amazônica.
Paramos em várias casas dos ramais da Comunidade Pau Rosa, as crianças ficaram felizes e com aquele brilho no olhar ao receberem os seus brinquedinhos.
Para nossa surpresa, os líderes comunitários resolverem comemorar o dia das crianças somente no próximo domingo; sobraram muitos brinquedos, acertamos retornar no final de semana, com mais brinquedos e levar lanches para roda a petizada.   
Fomos recebidos numa propriedade do casal “Voinha & Voinho”, ela é evangélica e, considerada a avó de todas as crianças da comunidade; o seu marido é um cara brincalhão, contador de piadas, produtor de açaí, banana e cupuaçu, além de criar galinhas, papagaio, patos, marrecos e perus.
Dentro da propriedade existe um igarapé de águas cristalinas, gelado que dói até os ossos, uma maravilha! Fizemos o nosso almoço num fogão a lenha, lembrei-me da minha infância, onde tudo era natural.
Quem no passado tomou banho nas águas límpidas do Igarapé do Tarumazinho (hoje, totalmente poluído), não imagina que ele passa pela Comunidade do Pau Rosa, neste lugar ele é conhecido como “Tarumã Açu”, não apresentando nenhum sinal de poluição; poucas pessoas têm o privilegio de tomar um banho naquele lugar.
Para ajudar o próximo não é necessários planejar muito, colocar tudo nos mínimos detalhes, basta ter boa vontade, um pouco de improviso e, partir para as comunidades próximas de Manaus, vai valer a pena! É isso ai.
Postar um comentário