sexta-feira, 5 de novembro de 2010

O TOMBAMENTO DO ENCONTRO DAS ÁGUAS



O Conselho Consultivo do Patrimônio Cultural do IPHAN aprovou ontem, com unanimidade, o tombamento do encontro dos Rios Solimões e Rio Negro, baseado no caráter de excepcionalidade do fenômeno e em seu alto valor paisagístico.

Foi uma grande batalha travada entre os ativistas do Movimento S.O.S. Encontro das Águas versus Lajes Logística.

Tudo começou quando a empresa Lajes Logística - com capital social formado em 70% da Log-In Logistica Intermodal S.A. (uma das acionistas é a Vale do Rio Doce) e 30% da Juma Participações S.A. (do Grupo Simões, distribuidores da Coca-Cola de Manaus) resolveram implantar um porto, orçado em 220 milhões de reais, no entorno do Encontro das Águas – contando com o apoio do Eduardo Braga, Senador eleito nas últimas eleições, da Suframa e dos empresários do Distrito Industrial de Manaus.

A sociedade civil se mobilizou, formando o Movimento S.O.S. Encontro das Águas - ganhou adesão de lideres comunitário, intelectuais, estudantes, religiosos e formadores de opinião – articulou-se junto ao Ministério Publico Estadual e Federal, monitorou o processo de Tombamento e alertou o povo do Amazonas sobre as manobras contra esse Cartão Postal de Manaus.

O que mais deixou revoltado os membros do Movimento foi a omissão da Assembléia Legislativa do Amazonas, da Câmara Municipal de Manaus e do Prefeito da capital.

O atual Superintende do Ipham do Amazonas, Julio Valente, sempre demonstrou ser favorável ao empreendimento, somente recuou quando o Ministério Público Federal entrou em ação – mesmo assim, após a decisão do Tombamento, em vez de comemorar, fez a seguinte declaração: “O Tombamento é um instrumento de regulação e não impede que projetos sejam implantados naquela área – o projeto Porto das Lajes não está inviabilizado”.

O clamor das pessoas de bem foi escutado – fica a lição aos vereadores, aos deputados estaduais, ao governador, ao prefeito, a Suframa, aos empresários e ao Ipham local: Assim como colocamos os nossos representante no poder, com a união de todos, poderemos tirá-los, bem como, todo projeto nocivo e imbecil, poderá ser barrado pelos membros da sociedade civil organizada.

Esta importante vitória dos amazonenses será comemorada amanhã, às 10 horas, com uma Piracaia (festival de peixe), na Fundação Soka Kagai, porém, com um olho no peixe (Encontro das Águas) e outro no gato (Porto das Lajes).


Fonte e Foto: http://www.ncpam.com/
Postar um comentário