quarta-feira, 24 de novembro de 2010

O IPHAN FAZ A NOTIFICAÇÃO DO CENTRO ANTIGO DE MANAUS

Com base nos artigos 5º ao 10 do Decreto-Lei no. 25, de 30/11/1937, c/c o art. 15, parágrafo único, da Portaria no. 11, de 11/09/1986, – o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional – IPHAN, lançou uma notificação a todos os interessados sobre o tombamento do Centro Histórico de Manaus, em razão do seu elevado valor histórico, arquitetônico, urbanístico e paisagístico

Abrangerá a cabeça da Ponte Benjamim Constant, Penitenciária até o Palácio Rio Negro, na Avenida Sete de Setembro, passando pela Floriano Peixoto, Rua José Paranaguá, Praça Heliodoro Balbi, Rua Guilherme Moreira, Rua Teodoreto Souto, Rua Marcilio Dias, Rua dos Andradas, Leovegildo Coelho, Rua dos Barés, Rua Sergio Pessoa, Rua 15 de Novembro, Rua Monteiro de Souza, Rua Vivaldo Lima, Rua Taqueirinha, Rua Visconde de Mauá, Rua Frei José dos Inocentes, Rua Itamaracá, Rua da Instalação, Rua Henrique Martins, Av. Eduardo Ribeiro, Rua 24 de Maio, Rua José Clemente, Rua 10 de Julho, Av. Epaminondas, Rua Ferreira Pena, Monsenhor Coutinho, Rua Ramos Ferreira, Luis Antony, Rua Simão Bolívar, contorna os imóveis da Academia Amazonense de Letras e Benjamim Constant, Rua Tapajós, Dona Libania, Rua Marçal, Getúlio Vargas, Rua Joaquim Nabuco até a Escola Barão do Rio Branco, Rua Costa Azevedo, Henrique Martins e Huascar de Figueiredo.

Vale salientar que o tombamento não abrangerá toda a extensão das ruas citadas, os proprietários dos bens abrangidos têm 15 dias para anuir ou impugnar a iniciativa.

Faço parte de um pequeno grupo de pessoas que sempre lutaram pela revitalização do centro histórico de Manaus, com esta decisão, estamos todos de parabéns pela nossa vitória.

Com esta decisão, os imóveis a ser incluído no Livro do Tombo, e no Livro do Tombo Arqueológico, Etnográfico e Paisagístico – serão protegidos pelos IPHAN.

O malfadado projeto do Monotrilho agora será barrado, assim esperamos.

Bato palmas para: Rogelio Casado, Ademir Ramos, Robério Braga, Márcio Souza, Thiago de Mello, Otoni Mesquita, Etelvina Garcia, Tenório Telles, Diretoria da BICA, militantes da AMANA, Deputados Praciano e Luiz Castro – aos saudosos Anibal Beça e Jéferson Peres -, dentre outros tantos que não me vem à mente.

Vaias, bastantes vaias para os desgraçados que destruíram por cem anos a nossa Manaus.

Todos estão convidados para comemorar no Tacacá na Bossa, com a apresentação do Manoel Passos e convidados, depois, a pedida será no Bar do Armando. Parabéns Manaus!
Postar um comentário