quinta-feira, 11 de novembro de 2010

CADA MACACO NO SEU GALHO

Posted by Picasa


Recebi críticas e também elogios sobre a postagem de ontem, procurei fazer uma avaliação e, resolvi não entrar mais nessa seara.

Algumas pessoas acham louvável o meu trabalho de divulgar a nossa cidade, outros, acham que eu não devo fugir do meu foco, pois a política não é a minha praia, aliás, não tenho nenhuma praia, apenas ouso em escrever um pouco sobre a Amazônia e, em particular, sobre a nossa querida Manaus, mesmo não sendo historiador ou pesquisador.

Com o advento da Internet, houve uma propagação em massa das redes e mídias sociais, assim como tem muito coisa boa, aproveitável, existe também muita coisa ruim, sem conteúdo.

Existe em Manaus uma infinidade de blogs, alguns são famosos, posso citar o BLOGDA FLORESTA, considerado uma mídia social, pois é feito a quatro mãos pelo jornalista Orlando Farias, comenta com propriedade sobre política e o dia-a-dia da cidade – o Núcleo de Cultura Política do Amazonas NCPAM, um trabalho de reflexão sobre política, elaborado pelos professores e alunos da Faculdade de Estudos Sociais da Universidade Federal do Amazonas, sob a coordenação do antropólogo Aldemir Ramos – o Diário de um Juiz, constitui-se numa excelente ferramenta para os operadores de Direito, sob a coordenação do Juiz Carlos Zamith – o PICICA comenta sobre a saúde mental, com a batuta do médico Rogelio Casado. Além do BLOGDOHOLANDA, BLOGDOCORONEL, BLOGDOSIMAOPESSOA, BLOGDOSARAFA, CRONICABIPOLAR, OMALFAZEJO, TAQUIPRATI, BAUVELHO, LITERATURAROGELSAMUEL, dente outros - cada um no seu quadrado.

O meu amigo Jorginho Laborda (Blog CRONICABIPOLAR) comentou que ao abrir o BLOGDOROCHA esperava ler uma postagem apaixonada, light e poética sobre a nossa Manaus de mil contrastes – ficou surpreso ao se deparar com a ”Banda Podre do Amazonas”, onde disparei a minha metralhadora giratória, mandando bala para todos os lados – fui aconselhado a não fugir do meu foco, aceitei a opinião, mas, confesso que uma vez ou outra quando dormir de cabeça para baixo e acordar com a “cuca até o toco de sangue”, irei fugir das propostas do blog e cuspir fogo contra os desvios dos políticos e desmandos dos nossos governantes.

Por ser Macaco no signo chinês, consigo rir dos meus erros e tenho um grande senso de humor, por isso, irei ficar, doravante, no meu galho – vou parodiar aquela famosa canção do Riachão, que é mais ou menos assim: “Cada macaco no seu galho/Xô xuá/Eu não me canso de falar/Xô xuá/O meu galho é em Manaus/Xô xuá/O seu é em outro lugar/Xô xuá”. É isso ai macacada.

Foto Colagem: J Martins Rocha

Postar um comentário