terça-feira, 19 de agosto de 2014

IEA - INSTITUTO DE EDUCAÇÃO DO AMAZONAS


Ele é conhecido cariosamente pelos seus estudantes como IEA, constituindo-se num dos mais tradicionais colégios de Manaus - com 134 anos de existência, pois foi criado em 1880, quando o Brasil ainda era uma monarquia, e o Amazonas, uma província.

 A sua primeira sede foi na Praça D. Pedro II, mudando por várias vezes, chegando somente ao lugar atual (Rua Ramos Ferreira, 909, centro), em 1944, na administração do interventor Álvaro Maia (1893-1969).

O prédio do IEA, foi erguido sobre os escombros de um dos mais audaciosos projetos arquitetônicos do Governador Eduardo Ribeiro, projetado pelo engenheiro e arquiteto italiano Filinto Santoro (segundo o professor Rogel Samuel), para abrigar o Palácio do Governo, uma obra que se não fosse destruída pelo opositores do citado governador, seria mais imponente do que o próprio Teatro Amazonas - a Avenida Eduardo Ribeiro (Avenida do Palácio) passaria por debaixo dele, indo até o Boulevard Amazonas.

A denominação do Instituto de Educação do Amazonas (IEA), data de 03 de Outubro de 1965, no governo de Arthur César Ferreira Reis (amazonólogo – 1906-1996).

Foram cento e vinte anos formando professores para o nosso Estado e, por força de determinação legal do então Ministério da Educação e Cultura (MEC), instituiu o curso Normal Superior para o exercício do magistério, sendo a última turma de normalistas do IEA  formada em 2002.

A partir de 2009, o IEA passou a ser uma escola de tempo integral, formando alunos de nível técnico, em parceria com o Centro de Educação Tecnológica do Amazonas (CETAM).

Tive o privilégio de estudar no IEA, em 1974, fiz o curso básico, no turno noturno, foram os meus mestres Garcitylzo do Lago e Silva (falecido) e o professor João Martins Dias (atual Reitor do IFAM) – não continuei os meus estudos por lá, pois não deseja seguir o curso de magistério.
Postar um comentário