terça-feira, 14 de julho de 2009

JORNAL "O PENSADOR"

No Largo de São Sebastião, em Manaus, existe um restaurante chamado “O Pensador”; poucas pessoas que frequentam o lugar, sabem que o nome do estabelecimento é uma homenagem ao Dr. Eduardo Ribeiro - um maluco “beleza”, visionário e megalomaníaco - construiu no meio da selva amazônica, edificações monumentais, tais como: o Teatro Amazonas, o Palácio de Justiça, o Reservatório de Água do Mocó e a Ponte metálica Benjamin Constant. O epíteto vem de um jornal, fundado pelo citado governador, em 10/09/1880, com circulação em São Luís do Maranhão.

Os idealizadores do jornal pregavam o seguinte: Nosso programa é extenso como pode ser a esfera do pensamento humano. Pensamos e pensar é ser livre, e ser livre é ser bom. A Igreja crer e nós pensamos, porque sonhamos a liberdade da espécie humana. Queremos devassar os mundos em que existem os germes dessas grandes idéias que se chamam Direito, Justiça e Liberdade. Vós quereis ser úteis a vós mesmos – nós procuramos sê-lo aos nossos concidadãos. Tal é o programa do Pensador: Pensar é só pensar. Pensar é rasgar os hemisférios do porvir.

Segundo Mário Ypiranga Monteiro “acusados injustamente pela igreja de serem títeres da maçonaria – encarnação viva das proezas do demo – na verdade aqueles jovens representavam a consciência do que se podia conhecer de mais novo a se vislumbrar nos horizontes de um Brasil que já queria ser moderno, guiar-se pela ciência, dessacralizar as “verdades” e afirmar suas possibilidades. Eram ligados à maçonaria, à pregação positivista e aos movimentos liberais”.

Que tal darmos uma parada e voltarmos a pensar? A repensar nas nossas atitudes; deixar de pensar somente no nosso crescimento material, procurando aprofundar os nossos pensamentos na construção do bem estar social, de uma sociedade mais justa e igualitária, pensar também na natureza, na nossa Amazônia, no planeta Terra, enfim, pensar no que será os filhos de amanhã. Ainda há tempo para pensar! Viva os ideais do jornal “O Pensador”! Viva!
Postar um comentário