quinta-feira, 12 de setembro de 2013

12 DE SETEMBRO DE 1974





Hoje, 12 de Setembro de 1974, o nosso poetinha está chegando a Manaus, pegará um avião no aeroporto do Galeão, no bonito Rio de Janeiro, vai ficar hospedado no Hotel Amazonas, depois, tomará alguns whiskyzinhos para descontrair, passeará de barco no nosso belo Rio Negro, conhecerá o Encontro das Águas e saboreará um “Tambaqui na Brasa”, procurará uma caboquinha para namorar numa rede gostosa e, no dia seguinte, 13 de Setembro de 1973, visitará a cidade, vai conhecer o Teatro Amazonas e a Praça de São Sebastião e, irá parar no bar mais tradicional de Manaus, o Bar Caldeira, se reunirá com os políticos, empresários, estudantes, poetas, jornalistas, comerciários, enfim, os boêmios da nossa cidade sorriso – ele deixará para a posterioridade um bilhete “Declaro, proclamo e assino que nesta sexta-feira, 13 de mês de Setembro de 1974 estive no “Caldeira”, na boa e carinhosa companhia dos maiores boêmios de Manaus. E adorei. Vinicius de Moraes, 13.9.74”. Depois de longos anos, o Bar Caldeira irá reverenciá-lo, será colocando uma grande fotografia no interior do bar, ficará conhecido como “O Bar do Vinícius de Moraes em Manaus” e, em todos os anos, nessa data, será feita uma grande festa em homenagem ao visitante mais ilustre, ficando o seu nome registrado na calçada da fama, juntamente com o Jairzinho, Silvio Caldas e Jamelão. E assim será!
Postar um comentário