quarta-feira, 5 de junho de 2013

APLAUSOS & VAIAS


Lendo os jornais atuais, algumas reportagens me intrigaram, deixando-me chateado e, por outro lado, outras, encheram-me de alegria, banhando a minha alma, dessa forma, irei comentar brevemente sobre parte delas:

APLAUSOS – Para a “Exposição Tons da Amazônia”, com os produtos da Oficina Escola de Lutheria da Amazônia (Oela), onde mostra cavaquinhos, bandolins e violões, fabricados pela equipe do Rubens Gomes, em homenagem, hoje, ao “Dia Mundial do Meio Ambiente”, pois os instrumentos são da flora Amazônica, manejada e trazem o selo FSC (Conselho de Manejo Florestal) – o espaço fica no 1º Distrito Industrial de Microempresas de Pequeno Porte do Amazonas, na Avenida do Turismo, Tarumã, em frente a Aseel. Parabéns!

VAIAS – Para os administradores da Casa de Saúde Indígena de Maués (CASAI), pelo abandono dos índios infernos, da etnia Sateré-mawé, com pacientes ocupando o mesmo ambiente (pessoas com doenças contagiosas, pós-cirúrgicos e recém-nascidos) – medicamentos insuficientes, banheiros sem condições de uso e alimentos estragados. Com a palavra o Ministério Público Federal (MPF).

APLAUSOS – Pela decisão da Prefeitura de Manaus em implantar o sistema de transporte coletivo denominado VLP (Veículo Leve sobre Rodas), pois é inovador, ecológico, seguro, confiável, rápido, guiado por duas roldanas apertadas num trilo central – irá reduzir o numero de ônibus no centro de Manaus, além de permitir utilizar baterias no centrão antigo, onde não será necessária a colocação de cabos aéreos indesejáveis. Chega de monotrilho!

VAIAS - Para a Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Sustentabilidade, em decorrência de ser uma das poucas cidades do Brasil em não possui uma rede monitoramento da qualidade do ar – permitindo que ônibus velhos circulem pela cidade, lançando monóxido de carbono (CO), óxidos de nitrogênio e dióxido de enxofre (SO2), provocando na população distúrbios respiratórios, circulatórios, mutações genéticas, doenças na pele, cânceres de pulmão e mama. Com a palavra a Dona Schaweickardt!

APLAUSOS – Para a Empresa Brasileira de Pesquisas Agropecuária (EMBRAPA), pela entrevista do pesquisador Luiz Marcelo Brum Rossi, ao afirmar que, defende a idéia que dá para aproveitar terras desmatadas para o plantio de mandioca, um produto do qual se faz a farinha, cujo preço disparou no mercado local. Segundo ele “Se você ocupasse o que tem de área desmatada para o plantio no Amazonas já daria para alimentar a nossa população, porque nosso solo é rico e não é muito exigente em fertilizantes, daria para plantar mandioca, que é um exemplo típico, 70% da nossa fécula é importada do Paraná, pois faltam incentivos público e a questão do transportes”. Para isso acontecer, basta apenas vontade política.

VAIAS – Para o príncipe saudita Fahd al-Sauda, por ter torrado em apenas três dias, a bagatela de trinta milhões de reais, no Parque da Eurodisney, para comemorar a obtenção de um diploma, onde 60 convidados tiveram um serviço de segurança especial, desfrutaram de espaços especiais, espetáculos e tudo o mais – enquanto isso, milhares de criancinhas morrem de fome ao redor do mundo, inclusive, aqui, em Manaus. Desgraçado!

APLAUSOS – Para o Barbosa, presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ao defender a responsabilidade do poder público no custeio da saúde de pessoas que não têm condições financeiras. Segundo ele “É certo que num cenário de limitações orçamentárias, não se pode impor ao Estado a concessão ilimitada de qualquer instrumento ou medicamente, entretanto, essa circunstância não pode ser apresentada como cláusula geral de isenção ao cumprimento das normas constitucionais e principalmente à concretização do direito fundamental à saúde”. É isso ai.

VAIAS – Para os destruidores do meio ambiente do planeta Terra, pois com o desmatamento generalizado e poluição da atmosfera, estamos presenciando enchentes cada vez maiores e secas imensas – no caso particular do Rio Negro, tivemos a maior cheia em 2012, com 29,97 m e, 2009, com 29,77 m e, no momento, já estamos com 29,28 m, com 36 municípios do interior do nosso Estado em estado de emergência devido a cheia. É agora, José?

APLAUSOS – Para os cantores amazonenses: Zezinho Corrêa, Lucilene Castro, Júnior Rodrigues, David Assayag, Chico da Silva e Paulo Onça - pela preparação de um show especial para o “Dia dos Namorados”, o evento será no “Fino da Bossa”, os três últimos ainda não  confirmaram as presenças. Parabéns aos nossos músicos e ao Dia dos Namorados!

APLAUSOS – Para o “Programa das Nações Unidas Para o Meio Ambiente”, com o lema “Pensar. Comer. Conservar”, em comemoração ao “Dia Mundial do Meio Ambiente” – contra a perda e o desperdício de alimentos juntamente com a organização comunitária de espaços públicos, redução do uso de sacolas plásticas, busca de novas alternativas de meios de transportes. Sensibilizar as pessoas sobre os problemas do meio ambiente e fazer com que todos percebam a sua responsabilidade e também seu potencial em se tornar agentes de desenvolvimento sustentável e igualitário, alem de disseminar informações sobre os impactos ambientais. Palmas, muitas palmas!


Como podem ter percebido, os aplausos ganharam das vaias, ainda bem! É isso ai.

Fontes: jornais amazonenses "A Crítica" e "Amazonas Em Tempo".
Postar um comentário