sexta-feira, 25 de janeiro de 2013

AMAZONENSES! (III)


O Governador Gilberto Mestrinho todas as vezes que fazia os seus discursos políticos, iniciava assim: Amazonenses! Pois bem, utilizei este mote para o título da postagem, pois, a minha intenção é de homenagear alguns amigos, colegas ou conhecidos, colocando a fotografia e escrevendo um pouco sobre eles.

DRA. ALTAMIRA – ela é mestra na arte em defender com razões e argumentos uma causa em juízo, ou seja, nasceu com a vocação para exercer a profissão de defensora de causas (causídica). Um dos seus primeiros empregos foi em escritórios jurídicos. Estudou Direito na Faculdade Uninorte, fez parte da primeira turma de formandos daquela instituição de ensino. Passou de primeira para o exame da Ordem dos Advogados do Amazonas (OAB/AM). Fez pós-graduação em Direito Público. Ele vive e respira Direito e, não será de estranhar, um dia passar no concurso para Juíza de Direito. Trabalha no “Hielano Praia Advogados”. Escreveu na sua página do Facebook Sou uma pessoa sincera, autentica, não gosto de tergiversações, sou muito direta, adoro viver a vida a cada minuto que ela me oportuniza, pois, afinal de contas o amanhã não nos pertence”. Uma vez e outra, deixa os seus alfarrábios de lado e, gosta de encontrar com os amigos para um bate-papo, contar piadas, dar gargalhadas e, tomar uma cervejinha, pois a Dra. Altamira não é de ferro!  

JOSÉ ROCHA FILHO – Nasceu no Igarapé de Manaus, local onde passou a sua infância e parte da vida adulta. É filho do mestre Luthier Rochinha. Estudou no famoso Colégio Estadual D. Pedro II, na época em que somente entravam os melhores e mais dedicados estudantes. É formado em Ciências Contábeis, na antiga Universidade do Amazonas (atual UFAM), quando somente existia essa instituição de ensino superior e, para passar no vestibular era um martírio para os estudantes, pois eram oferecidas poucas vagas e somente os mais preparados conseguiam êxito. Fez especialização em Administração Hospitalar, atuando por um período no Hospital Adriano Jorge. Trabalhou durante muitos anos no Banco do Estado do Amazonas (BEA) e na Caixa de Assistência dos Funcionários do BEA (CABEA). Por ser um mestre na ciência que estuda e interpreta os registros dos fenômenos que afetam o patrimônio de uma entidade, possui o seu próprio escritório de contabilidade, onde desempenha as suas atividades profissionais. Morador antigo do Conjunto Tocantins, onde é muito querido pelos vizinhos e amigos, pois é uma pessoa simpática com todos – gosta de passar o Happy hour (hora feliz) com os amigos no Bar Caldeira e Bar do Armando, no centro antigo de Manaus.

Amazonenses! É isso ai.
Postar um comentário