quarta-feira, 26 de janeiro de 2011

LENDO O JORNAL NA PRAÇA DA SAUDADE

Tem aqueles dias em você acordou bem, pois dormiu que nem um anjo, não teve pesadelos, pulou da cama no alvorecer, pois é, mano velho, hoje foi assim para mim, cinco da manhã já estava acordado, olhando pela janela do meu barraco, fazia muito tempo em que eu não via o romper do dia. O que fazer até às oito da manhã, quando começo a suor o rosto, para ganhar o pão nosso de cada dia? A resposta foi rápida: Ler um jornal na Praça da Saudade. Antes, fiz alguns exercícios físicos, sai às seis horas, fiz uma caminhada, parei num Café Regional, tomei um Café com Leite, acompanhado de uma Tapioca com Tucumã e um Suco de Taperebá. Comprei um jornal, pequeno no tamanho (54 cm x 38 cm aberto), com o valor irrisório de R$ 0,50, mas, grande em informações e críticas ao governo (sempre foi da oposição), estou falando do Diário do Amazonas; após o meu café caboclo, fui até a praça, escolhi um banco de ferro e madeira, típico das antigas praças de Manaus. Passei a olhar a movimentação, muita gente caminhando pela praça, pois ela está convidativa, voltou ao esplendor que fora antigamente, bem cuidada, muitas flores, policiada, tendo ao fundo o majestoso prédio do Atlético Rio Negro Clube, por sinal, está todo pintado, uma maravilha. Ao ler o referido jornal, chamou a atenção as seguintes notícias: 1. MPE diz que governo de Braga pagou “fantasmas” em Brasília - juro que não me causa espécie, já estou acostumado em ler todo dia uma noticia negativa com relação a administração do ex-governador e atual Senador Eduardo Braga;2. Omar e ministro discutem projetos para a UEA e o CBA – A intenção é das melhores possíveis, com a criação da “Cidade Universitária”, da UEA e da reestruturação do Centro de Biotecnologia da Amazônia, porém, esqueceram-se do professor e do pesquisador – até quando eles serão desrespeitados? O salário é o mais fraco de centenas de categorias profissionais! As pessoas que são responsáveis pela transmissão de conhecimentos para as novas gerações de brasileiros, deveriam ganhar mais do que os políticos;3. Laghi/Concremat fará projeto do Porto da Manaus Moderna – Não gostei desse nome, rima com Lajes (vixi!), de qualquer forma, serão cinco milhões que eles irão ganhar, para a elaboração do projeto, referente a uma obra orçada em cem milhões de reais. Estas obras faraônicas mete muito medo nos pobres mortais, veja a Ponte Manaus Iranduba, foi orçada em 500 milhões e já está em um bilhão de reais e, até agora, nada! A ponte encruou.4. Tecnologia prevalece durante a infância – Segundo o jornal, as crianças aprendem a mexer no computador muito antes de saberem amarrar o cadarço, nadar, preparar o café ou andar de bicicleta. Sem mais comentários.5. Deputados aguardam propostas para salário – Estão discutindo se vai ser R$ 540,00 ou R$ 545,00, enquanto isso, eles aumentaram os seus salários em 62%. O governo alega que não poderá pagar o SM proposto pelas centrais sindicais, em R$ 580,00, pois não teria caixa para pagar. Ora, quem quebrou a previdência social foi o próprio governo e não o trabalhador que passou a vida inteira pagando a sua contribuição. Sabemos que o governo usa e abusa de todos os fundos dos trabalhadores.6. Brasileiro gastou US$ 10 bi no exterior – Os turistas brasileiros deixaram no exterior essa dinheirada toda, isto revela a concentração de renda no Brasil, poucos, com muito e, muitos, com pouco – a grande maioria não tem dinheiro nem para pegar um ônibus interestadual. Chega de ler jornal na praça, estava na hora de pegar o buzão e enfrentar oito horas, com a cara em frente a um computador, eu fui uns dos primeiro a chegar ao batente, não cheguei nem a sentar e fui logo sendo chamado para uma reunião de “chamada  a atenção”, que pena, noite bem dormida, caminhada, café da manhã, leitura de jornal na Praça da Saudade, foi tudo para o beleléu. Eu, hein!

Foto colagem: J Martins Rocha
Postar um comentário