sexta-feira, 8 de janeiro de 2010

OS CARNAVAIS DE MANAUS



A terça-feira de carnaval deste ano será no dia 16 de fevereiro – é uma data móvel, ou seja, cada ano acontece num dia diferente; a data é definida de acordo com o ano lunar no Cristianismo – tem tudo a ver com a semana santa e a páscoa – contando do dia 16 de fevereiro até o dia 28 de março, perfazem 40 dias, durante este espaço de tempo é conhecido por Quaresma (do latim quadragésima = 40 dias) – é o adeus a carne, pois no carnaval tudo pode (carne vale = carnaval).


Sendo assim, a nossa Banda da BICA, sairá no sábado magro de carnaval – dia 06 de fevereiro de 2010 – o tema será “Os Irmãos Metralhas – do parlamento ao Puraquequara” – A Banda é uma das mais irreverentes de Manaus, todo ano escolhe um político ou uma “otoridade” que pisou na bola, para ser “homenageada” pelos foliões.


Os irmãos metralhas são três irmãos que utilizavam um programa televisivo, voltado para a “violência urbana”, cheio de sensacionalismo, apareciam como os “salvadores da pátria” – os eleitores da classe mais humilde ficaram iludidos com a atuação dos irmãos, conhecidos inicialmente como “Irmãos Coragem” (personagens da novela global, exibida em 1970/71), conseguiram se eleger para o parlamento: um para Deputado Federal, outro Deputado Estadual e o terceiro para Vereador, todos com uma votação das mais expressivas. Algum tempo depois, passaram a ser chamados de ”Os Irmãos Metralhas (The Beagle Boys, em inglês – uma quadrilha de ladrões atrapalhados das histórias em quadrinhos e dos desenhos animados). Dois deles foram parar na Cadeia Pública de Puraquequara – o terceiro está na mira da Câmara Municipal de Manaus, além de um juiz togado e do MPE.


Mas, mudando de pau para cavaco – o blog é um pouco saudosista – vou falar um pouco dos carnavais da minha infância e adolescência, vamos lá foliões:


Curti os primeiros carnavais no Cube do Amazon Hotel, ficava na esquina da Rua dos Andradas com a Rua Rocha dos Santos; o prédio ainda resiste até hoje, ainda bem! O meu pai reunia toda a família, comprava as fantasias e levava toda a turma para brincar a folia de momo. Lembro muito bem, deveria ter uns dez anos de idade; o clube ficava no segundo andar, gostava de brincar na escada de madeira que dava acesso ao salão de danças; curtia também apanhar no chão, os restos de confetes e serpentinas, para jogar novamente nos pequenos foliões, lembro do papai tomando aquela cerveja genuinamente cabocla, a famosa "XPTO" e, eu e a molecada no Graphete & Baré Cola. Lembro, também, das “Batalhas de Confetes” e dos desfiles dos "Blocos de Sujos", na Avenida Eduardo Ribeiro; gostava de toda aquela movimentação, adorava juntar tampinhas em miniaturas de refrigerantes que eram jogadas pelos brincantes dos blocos. Na minha adolescência, presenciei os desfiles dos primeiros blocos carnavalescos, que seriam mais tarde as primeiras Escolas de Samba de Manaus, lembro da Unidos da Selva, Unidos do Rio Negro e Barelândia. A Avenida Eduardo Ribeiro não suportava mais tanto foliões e espectadores, foi quando resolveram mudar o palco do carnaval para a Avenida Djalma Batista, os desfiles ocorrem até o ano de 1990 e, depois para o Sambódromo.


Agora sou um cinquentão; faço parte da diretoria da banda mais irreverente de Manaus "A Banda da Bica", frequento os ensaios da Escola de Samba Aparecida, assisto todos os anos aos desfiles das Escolas no Sambódromo de Manaus, ou seja, o carnaval corre nas minhas veias!


Vocês sabem qual é a melhor Banda de Manaus? Alguns dirão: É a Banda da BICA, outros, a Banda das Piranhas – Erraram, a melhor é a BANDA DE TAMBAQUI NA BRASA – com bastante vinagrete, farinha e tucupi! Brincadeira a parte – vamos curtir o carnaval com muito respeito a si mesmo e ao próximo, nada de violência. Fui!

Fotos: carnaval no início do século passado, na Avenida Eduardo Ribeiro, Manaus.

Postar um comentário