sexta-feira, 7 de março de 2014

A CONSTRUÇÃO DO PARQUE RESIDENCIAL KYSSIA


As últimas unidades desse conjunto habitacional de casas foram entregue aos seus proprietários em Dezembro de 1974, no bairro D. Pedro I – um empreendimento da “Construtora Flávio Espírito Santo Ltda.” – os empresários da época já apostavam na valorização dos imóveis daquele lugar, pois a cidade tendia crescer para a zona Centro-Oeste.

Segundo os mais antigos, até 1971, o atual bairro D. Pedro I constituía-se numa extensa área verde cortada por inúmeros igarapés, que era utilizada por algumas famílias para o lazer, nos chamados “banhos”, originados pelas águas límpidas dos rios que drenavam a floresta.

As casas eram de alto padrão para aquele tempo, dotadas de sinteco no piso, pintura plástica interna e externa, azulejos de cor, instalada com água e luz, terreno de 12X25M, todo murado, arborizado, rede de esgoto, preparado para receber TV, telefone e ar-condicionado, com todas as ruas asfaltadas. Um luxo para poucos!

Era considerado um parque, pois possuía: Centro de Diversões para Crianças – Quadras de Basquete e Voleibol – Grupo Escolar Primário – Mercado – Farmácia – Condução na Porta.

Os últimos planos de vendas eram os seguintes:

1.   Casas com dois quartos:
Total: Cz$ 66.000,00, com 10 parcelas de Cz$ 1.000,00 na planta e financiado o restante em 20 anos;

2.   Casas com três quartos:
Total: Cz$ 90.000,00, com 10 parcelas de Cz$ 1.500,00 na planta e financiado o restante em 15 anos.

Os construtores garantiam que o investimento teria uma valorização imediata. Acertaram em cheio, pois teve sim, depois de quase quarenta anos, o imóvel está muito bem valorizado. É isso ai.


Fonte: Jornal A Critica, edição de Setembro de 1974
Postar um comentário