segunda-feira, 22 de abril de 2013

BANHO NATUREZA VIVA


Com a construção da Ponte Rio Negro, o pessoal de Manaus atravessa todos os finais de semana, em busca de lazer, praias e muito diversão do outro lado do rio – apesar de estarmos no inverno (período das chuvas) e na época da cheia dos rios, ainda é possível encontrar alguns pedaços de praia, mas, poucas pessoas sabem onde encontrá-las e, um desses paraísos escondidos fica na Vila de Paricatuba, chama-se Banho Natureza Viva.

Para quem não dispõe de automóvel, o ônibus Manaus-Paricatuba fica estacionado ao lado direito da cabeceira da ponte (terminal de ônibus da Vila Marinho), sai todos os finais de semana, sempre às dez da manhã e, retorna às cinco da tarde, com a passagem de ida no valor de R$ 5,00 (cinco reais).

No Km 20 da Estrada AM-070, o viajante deve dobrar a direita e, entrar num ramal de 10 quilômetros de extensão, indo até a beira do rio, num lugar conhecido como Lagoa de Paricatuba   - existem dois barcos de popa para fazer a travessia, com o pagamento de apenas dois reais a ida e volta, com um trajeto de apenas dois minutos.

O local pertence à União, mas, um empresário irresponsável comprou aquelas terras de particulares, para fazer um estaleiro, colocou diversas balsas e, provocou vários danos ambientais, com a derrubada de várias árvores (algumas ainda permanecem caídas na praia) – foi multado e obrigado a retirar as suas embarcações.

Uma família moradora da Vila de Paricatuba solicitou permissão dos órgãos ambientais e, instalou um restaurante, ficando responsável pela preservação e limpeza da praia – no entanto, vez e outra, o proprietário das terras, faz ameaças à família do Arilson (a responsável pelo Banho Natureza Viva).

O local possui um restaurante todo equipado, com várias mesas e cadeiras de madeira espalhadas pela praia; uma grande barraca e muitas árvores, onde é possível atar redes para se embalar e curtir a natureza numa boa – a praia de areia branquinha é um convite para um bom mergulho nas águas do Rio Negro.

O restaurante tem como forte o peixe assado na brasa – ele é tocado pelo Arilson, esposa, filhos e primos – o único que não é da família é o Magalhães, mais conhecido por “Magalha” – ele é o “faz tudo”, pois além de garçom, faz ainda o papel de relações públicas, vigia e caseiro (dorme no próprio restaurante) – segundo o RP, o estabelecimento é aberto de domingo a domingo e, caso o visitante queira pernoitar, basta levar rede ou barraca, pois lá é calmo, tranquilo e com muita segurança – somente não aceita que leve bebidas e comidas (este é meio de sobrevivência da família), muito menos fazer fogo para se aquecer ou fazer assado, pois é proibido pelos órgãos ambientais.

Uma coisa interessante, o restaurante somente é aberto na cheia do Rio Negro, pois na vazante, o local fica inacessível, com muita lama pelo caminho – funcionando somente seis meses, obrigando os donos do estabelecimento, a montarem uma pequena barraca na Praia de Paricatuba, onde passam os outros seis meses do ano.

Para maiores informações, os interessados podem ligar para os seguintes números: 92 9949-3501 (Arilson) e 9358-8173 (Nunes). É O Banho Natureza Viva. E viva a natureza, viva!

Foto: Rocha
Postar um comentário