sexta-feira, 21 de setembro de 2012

DIA DE JORNALISTA, VÉSPERA DE ARTISTA


Quem anda pelas noites calientes da nossa Manaus, curtindo os bares tradicionais do centro antigo, está acostumado a se deparar com inúmeros folders sobre eventos culturais que rolam na nossa querida cidade – num dia desses, na presença do meu amigo dileto, o jornalista e poeta Jersey Nazareno, ficamos a bebericar e, a ler um impresso promocional que estava no balcão do “Bar do Armando”, nele continha a versatilidade de três consagradas jornalistas amazonenses, pois além de serem grandes profissionais da imprensa, possuem um talento todo especial para a interpretação musical.

Estou me referindo a Isabelle Valois (Jornal O Tempo), Andrea Renda (CBN) e Yndira Assayag (Jornal O Tempo), jovens talentosas que, vivem respirando as matérias jornalísticas no seu dia-a-dia, mas, possuem um diferencial com relação as suas colegas de profissão, são artistas natas, nascerem com o dom da musicalidade.

Elas estão preparando para o grande público, uma simbiose de jornalismo com a música, ou seja, fazer um show de entrevistas com os homenageados (coisas de jornalistas) e, cantar, compor e produzir (coisas de artistas).

O jornalista Nazareno ficou encantado com que elas escreveram sobre a “Vida de Jornalete”, na qual fazem uma paródia em cima dos megassucesso das globais “Empreguetes” – o lance é mais ou menos assim:

Todo dia acordo cedo
De buzão vou para o emprego
Quando chego ao jornal, quero enfartar
A minha pauta foi furada
A editora está irritada
Ela arrasa o meu texto, somente para variar
Quero a boazuda aqui no meu lugar
Eu ia rir de me acabar
Só venda a chefinha aqui no meu lugar
Botando a “mufa” pra pensar
Levo a vida de jornalete
Eu pego as sete
Fim de semana eu faço um extra para me sustentar
Um dia eu compro uma revista
Viro colunista
Toda boa vou pro meu fotógrafo posar

Diga lá Yndira, você é um artista, mas, qual é a tua rotina de jornalista?

Amanheço ligado no mundo, anoiteço plugado na vida
Logo cedo a leitura do jornal.
 Ligo o rádio, a TV, faço a ronda matinal!
DEHS, IML, SAMU, Defesa Civil... Quem morreu, quem matou? Qual a bronca no Brasil?
Plugado na vida
E sou jornalista
Inconformado, curioso, astuta, cara-de-pau
Tô nem ai para o que dizem...o que vale, afinal, é garantir a notícia
O furo em primeira mão
Seja rádio, portal, impresso ou televisão.

E ai rapaziada, vocês babaram com as nossas jornalistas-artistas? Sim, então o vamos fazer o seguinte: todo mundo está convidado para assistir ao vivo e a cores, no dia 27 de Setembro, na “Cervejaria Fellice, do Studio 5 Mall”, pois, informação e arte na mesma batida somente no dia de jornalista, véspera de artista!. E isso ai. 


Postar um comentário