domingo, 29 de novembro de 2015

JOGADA DE MARKETING

O Marketing é uma ciência e arte, onde os profissionais a serviço das empresas criam um valor e colocam a disposição para satisfação das necessidades de um mercado-alvo com lucro. Já a Jogada de marketing possui um sentido pejorativo, pois utiliza de todas as técnicas que a ciência dispõe, porém, com a finalidade de obter lucros “enganando” os clientes.

Exemplos em Manaus:

Uma grande rede de supermercados adora festejar o aniversário da sua empresa, distribuindo “gratuitamente” prêmios milionários aos seus clientes, desde que comprem um valor estipulado para terem direito a um cupom para concorrer. Ora, nenhum empresário do planeta terra tira do seu bolso “um milhão de reais” para doar em prêmios aos seus clientes! No mês de aniversário, a rede majora os preços de alguns produtos, conseguindo “um milhão e muitos mais”, o suficiente para comprar os prêmios milionários, pagar o garoto propaganda, todo o custo, incluindo o mega show musical e até o bolo de aniversário! E no final, sai de “bom menino” e com um aumento de mais de trinta por cento no faturamento! Boa, não?

Uma rede de postos de gasolina fez a sua jogada: todo cliente que colocar cinquenta reais de gasolina em seu automóvel, terá direito a um cupom para concorrer a cinco automóveis. A campanha chamava-se “Abasteça de Felicidade”. Ora, o dono vende a gasolina mais cara da cidade, no valor de R$ 3,95 o litro! Quem paga os cinco automóveis? Será o dono dos postos de gasolina? Claro que não! São os otários que vão na jogada de marketing do empresário esperto!

BLACK FRIDAY – Acontece na última sexta-feira de Novembro. É uma expressão em inglês, significando “Sexta-Feira Negra”, em oposição ao “Dia de Ação de Graças” dos americanos. As lojas preparam descontos muito atrativos, levando multidões aos centros de compras. É uma loucura! Por lá, os comerciantes disponibilizam as pontas de estoques e eletrônicos com versões ultrapassadas, com a finalidade de fazer caixa e renovar as compras de novos produtos e lançamentos, tendo em vista o Natal e o Ano Novo. Como gostamos de copiar os ianques, essa moda está pegando aqui no Brasil, no entanto, os comerciantes brasileiros estão dando um desconto muito tímido, bem pequenino, com a intenção de vender os restos de estoque e, de sobra, vender os novos lançamentos! Lembre-se de uma coisa: a margem de lucro em média gira em torno de 30% e, vendas com descontos dentro desse percentual, deve-se ficar com o pé atrás - mesmo com descontos superiores para os produtos importados, eles ainda assim são muitos caros no Brasil. Segundo os especialistas, o comprador deve primeiro saber o quer comprar, depois, pesquisar o preço de mercado e, somente comprar se o desconto for vantajoso. Comprar no cartão sem ter condições de pagar, vai contribuir para aumentar o rombo no final do mês. Outra coisa: somente compre o que realmente vai precisar. Na realidade, esse dia é conhecido em Manaus, como a “Metade do Dobro”!

A Secretaria de Cultura do Estado do Amazonas (SEC) promove uma competição para escolher a melhor vitrine da cidade de Manaus, pagando valiosos prêmios para os primeiros lugares. A vitrine é uma armadilha para o consumidor inveterado e, principalmente,  para os incautos. Na maioria das vezes, o empresário coloca de um lado produtos caros, de tecnologia de ponta e, do outro, aqueles conhecidos como "caixão", pois ficam encalhados nas prateleiras, ondem é possível dar "superdescontão" de até 50%. O lojista enfeita a sua "armadilha!, digo vitrine, onde o consumidor é atraído para comprar - o empresário fatura e ainda ganha um prêmio da SEC! Negoção, para o empresário, é claro!



É tudo “jogada de marketing”! É isso ai.
Postar um comentário