domingo, 20 de setembro de 2015

EDIFÍCIO DA LOBRAS


Existe, em Manaus, um prédio comercial que fez história na nossa cidade, conhecido, atualmente, como “Edifício da Lobras”, na esquina das avenidas Eduardo Ribeiro e Sete de Setembro.

No final de século dezenove, com o “boom” da borracha, os cofres públicos bamburravam com os impostos advindos da comercialização do “ouro branco” – sendo possível embelezar a cidade Manaus, com o aterramento do Igarapé do Espírito Santo e a criação da mais famosa artéria de Manaus, a Avenida Eduardo Ribeiro (uma homenagem ao Governador Eduardo Ribeiro).



No inicio do século vinte, foi construído uma bela casa no cruzamento da Rua Municipal (atual Avenida Sete de Setembro), para abrigar uma loja especializada em moda feminina, conhecida como “Madame Marie”, depois, substituída pela “Loja Adolfina”.

Tempos depois, inauguraram uma loja do tipo atual de “Tudo por 1,99”, era conhecida, naquela época, como “Loja 3.900” que depois “subiu” para “Loja 4.400”.




Na noite de 15 de Agosto de 1961, houve um grande incêndio, destruindo completamente a loja mais popular de Manaus, a “Loja 4.400”, afetando todo o quarteirão.




Em seu lugar, foi construído o prédio das “Lojas Brasileiras”, conhecida nacionalmente como “LOBRAS”, um empreendimento da família Goldfard de São Paulo, uma organização que chegou a ter 63 lojas espalhadas pelo país.

Com o fechamento do grupo “Mappin” nos anos 90, o mercado brasileiro de lojas de departamentos entrou em pânico – a família Goldfarb resolveu encerrar as atividades das Lojas Brasileiras, dedicando-se somente as “Lojas Marisa” – ao qual permanece até os dias atuais.

O Edifício Lobras é composto, atualmente, da Loja Mariza (térreo) e cinco andares com salas comerciais. É isso ai.

Fotos:



https://www.facebook.com/zeluizgonzaga - (poeta e escritor da empresa Banzeiro Poético)
Postar um comentário