quinta-feira, 12 de junho de 2014

A COPA DO MUNDO E A NOSSA CIDADE


Chegou o grande dia e, com ele vem as esperanças de um Brasil Campeão, não somente no futebol mundial, mas, na educação, na saúde, segurança e no bem estar do seu povo!

Fiquei imensamente feliz, quando foi anunciado o nosso Brasil, como o patrono do Campeonato Mundial da FIFA 2014! Mais feliz ainda, quando anunciaram bilhões de reais em investimentos em infraestrutura, com a modernização de aeroportos, portos, construção de novos estádios de futebol, mobilidade urbana, revitalização dos centros históricos e outras coisas mais.


Com o passar dos anos, passei a verificar o quanto estava enganado, pois houve tudo o que se possa imaginar de maracutaia com as verbas públicas, tudo em nome da preparação  para a Copa do Mundo.
Com relação a nossa cidade, participei da gritaria geral contra a demolição do nosso Estádio Vivaldo Lima, mas, foi tudo em vão -  em seu lugar, foi construido a Arena da Amazônia, considerada a mais bonita do Brasil, porém, não terá utilidade para o futebol local, em decorrencia do estado de penúria em que se encontra e, por ser milionária a sua manutenção, servirá apenas para shows internacionais e jogos do Capeonato Brasileiro.


Eu tinha a esperança que o nosso Centro História seria totalmente revitalizado, no entanto, presenciei apenas a retirada de alguns camelôs com o cercado de tapumes do Relógio Municipal e do Largo da Matriz, sem nenhuma obra nesse local.


O nosso Rodoway está fechado! Um absurdo! A culpa foi de um péssimo administrador público que entregou o  “Rodo” para um grupo de empresários insensiveis que ficaram vários anos destruindo aquele patrimônio dos amazonenses. O governo federal retomou o espaço, mas, levará anos para devolver ao povo, pois falta verbas e vontade para tal.


O Aeroporto Interrnacional Eduardo Gomes está pior do que estava, pois apesar de terem dobrado ou triplicado de tamanho, foi superfaturado e utilizado materiais de péssima qualidade, chuvendo mais dentro do que fora. Vamos reclamar para quem?


O Fan Vest deveria ser no Mirando do Encontro das Águas, um projeto belissimo do Oscar Niemeyer, não fizeram lá em decorrência de ficar longe e, os turistas poderiam verificar  pelo caminho as mazelas da periferia de Manaus – a solução foi fazer na Ponta Negra, recetemente reformada e por ser também um cartão postal de Manaus.


Apesar dos pesares, somos brasileiros, ficamos contaminados com os jogos da Copa do Mundo e, esquecemos um pouco das patifarias que fizeram com a nossa cidade e com o nosso Brasil. 


A fotografia é da Praça do Congresso, um dos poucos lugares que foi revitalizado antes da Copa do Mundo e, entregue ao povo. É isso ai.
Postar um comentário