segunda-feira, 23 de agosto de 2010

O LAZER DOS MANAUENSES E A ATUAÇÃO DOS POLÍTICOS

A Prefeitura Municipal de Manaus resolveu fazer uma interdição na Praia da Ponta Negra, o projeto é muito audacioso, para levar adiante, foi fechado o primeiro trecho, compreendido do Tropical Hotel até o Bar Laranjinha, segundo os técnicos da PMM, o restante ficará interditado a partir do dia 30 de outubro próximo, a previsão é de um ano, com um custo total de 30 milhões de reais.

O local serve de opção de lazer para uma grande parte da população de Manaus e, a Prefeitura de Manaus não viabilizou outro local. O mais próximo é a Praia da Lua, porém, o acesso é de uma dificuldade enorme por não ser servido pelas linhas de ônibus, bem como, encontrar-se engavetado um projeto arquitetônico e urbanístico da Marina do Davi.

Este projeto foi elaborado pelos técnicos da PMM na administração do Serafim Corrêa, infelizmente, este alcaide não levou a frente, pior ainda, tudo o que começou, não terminou! O pessoal da administração anterior visualizava assim o projeto da Marina do Davi:
 “Para as pessoas que não conhecem a Marina do Davi, este é um local estratégico para a mobilidade intermodal na cidade. É um dos principais pontos de embarque e desembarque de pessoas para os nossos hotéis de selva, praias, sítios no alto rio Negro e principalmente, ponto de chegada e partida para as nossas comunidades rurais. A movimentação de voadeiras e pequenas embarcações são constantes. O volume de flutuantes para a guarda de lanchas, iates, oficinas, proporcionam uma vida portuária de bastante fluxo e de grande conflito, um desafio para se resolver através de uma concepção arquitetônica e urbanística. A proposta vista nas imagens acima consiste numa reformulação geral da Marina do Davi. A começar pela sua localização. Considerando que em época da vazante o embarque e desembarque ficam bastante complicados, a intenção da proposta é deslocar a Marina mais para fora do igarapé do gigante, permitindo que ele passe a ter um melhor uso também em época de seca. Toda uma infra-estrutura é fornecida através da construção de um píer, com rampa de acesso e edificações para acomodar atendimento ao turista, comércio atacadista e varejista, prestação de serviços, inclusive públicos, posto de saúde, posto policial, compra de passagens, estacionamento, área para carga e descarga, restaurante regional, terminal integrado de ônibus, lanchonetes e outros usos de igual importância para o local. Desenvolvido pelo corpo técnico da Prefeitura, o projeto se desenvolve de forma radial, permitindo tirar partido da paisagem do Igarapé do gigante e do Tarumã. Sem dúvida um projeto ousado, que busca solucionar de forma definitiva os problemas encontrados em um porto tão “simples” e tão importante para Manaus”.


Por mais que a Prefeitura não tenha se preocupado em disponibilizar o acesso à Praia da Lua, para substituir momentaneamente a Praia da Ponta Negra, o povo está se dirigindo em peso para aquele balneário. Os ônibus param ao lado do Tropical Hotel, para pegar o Taxi Lotação, paga-se dois reais; para ir à pé deve-se caminhar por quinze minutos, embaixo de muito sol ou chuva; os que possuem automóveis, sofrem muito pela falta de estacionamentos e desorganização do local - para ser dirigir à Praia da Lua, os barqueiros cobram oito reais pela ida e volta; no retorno, as famílias tem que caminhar até “Prainha” da Ponta Negra, para pegar um ônibus para o centro da cidade.

Não sei até quando o povo será desrespeitado pelas autoridades públicas, talvez, tirando do poder de uma vez por todas essas pessoas insensíveis, o voto é uma arma de que dispomos para tal feito, infelizmente, a grande maioria gosta de sofrer e ser enganada, pois mantém no poder por mais de vinte de anos um grupo iniciado pelo Gilberto Mestrinho (falecido), atualmente, formado pelo Amazonino Mendes, Alfredo Nascimento, Eduardo Braga e Omar Aziz – o primeiro é Prefeito (já foi governador, prefeito e senador), o segundo é Senador (já foi prefeito, senador e ministro), o terceiro é candidato ao Senado (já foi deputado, prefeito e governador) e o último é Governador e candidato a reeleição (já foi diversas vezes vice-governador), sempre foi assim, mudam somente de cargo!

E o povo, sempre tomando no cupuaçu! Não estão nem ai para o lazer dos amazonenses, eles querem mesmo é enganar, permanecer no poder e fazer de idiotas todos os seus eleitores míopes! É isso ai.

Postar um comentário