segunda-feira, 23 de agosto de 2010

O AMOR ESTÁ NO AR

Podem me prender e até me deportar
Pra longe do seu coração
Mas nada irá nos separar
Sem seu amor a vida não é nada
Não interessa o pôr-do-sol
Perto de você eu sou muito mais eu
E nada não é tão vulgar
Como parece sem você
Só, só é mesmo impossível
Fazer o sonho virar luz
Eu sou o seu amor
E de você eu nunca vou me separar
Me programei pra vida inteira não me interessar
Por outros sentimentos e carinhos
Que não sejam seus
O amor está no ar
O amor está no ar...
Todo quer ouvir a canção do teu olhar
Eu cantarei pra toda essa nação
Eu cantarei pra todo esse país
Só quero que você cante comigo
Para me fazer feliz
Sem o seu amor a vida não é nada
Não interessa o pôr-do-sol
Só, só é mesmo impossível
Fazer o sonho virar luz (bis)
Autor: Sidney Rezende

Existe idade para amar? O amor é cego! Até os brutos amam? O que é o amor? Como poderemos distinguir o amor da paixão? Quais são as formas do amor? Quem ama é racional? O amor é lógico ou é ilógico? Afinal, amar traz felicidade? Por que muitos matam por amar alguém? É o coração ou o cérebro que ama? Mas, por que a pontada é no coração e não na cabeça? E por que o amor dá tantas dores de cabeça? E por que a pessoa que não ama, sonha sempre em amar alguém, e, por tanto sonhar, tem dores de cabeça? É melhor ter dores de cabeça, amando, ou é melhor, ter dores de cabeça procurando alguém para amar? Será que deveremos selecionar alguém para amar, ou o amor é que nos selecionará? Pode alguém amar alguém sem a presença física? O amor virtual é real? Existem almas gêmeas? Será que poderemos amar somente até duas pessoas em toda a nossa vida? Existe mais uma chance para amar uma terceira ou uma quarta? O amor próprio é amor ou é egoísmo? Mas, amar não é uma forma de egoísmo? Por que amar separados e não juntos? O amor tem o seu limite ou não existe limite para o amor? Acabou o amor, o fogo virou cinzas, mas, das cinzas poderá voltar o fogo do amor? O preço da liberdade é a felicidade ou a solidão? O amor pode ser pelas pessoas em geral, pelos animais, pelas plantas, pela sua cidade, pelo meio ambiente, pelo país, pelo planeta Terra, enfim, o amor pode ser generalizado ou unicamente por alguém ou por ambos? Que ama no geral é feliz? Se, se, se, por que, por que, por que, amar, amar, amar - depois de todos esses questionamentos, existe a resposta correta para cada uma delas? Talvez não, quem sabe, aproximada, longínqua, próxima, certa, errada – ou será melhor amar em vez de procurar saber definir o que é o amor? Não sei, somente sei que não sei definir o que é o amor! Acredito que não existe definição para o amor, basta apenas amar o amor! Simples, não! Errado, poucos sabem amar simplesmente, complicam, aliás, todos nos complicamos essa simplicidade, por isto, somos tão infelizes no amor! Deveremos todos nós a reaprender a entender a simplicidade do amor! O amor está no ar! Vamos, então, respirar o ar do amor? É isso ai!
Postar um comentário