quinta-feira, 3 de abril de 2008

RUAS DE MANAUS

ALVARO MAIA – Avenida

Antiga Boulevard Amazonas, a Avenida Senado Álvaro Maia, por ser extensa, atravessa vários bairos, inicia na Av. Constantino Nery, bairro de São Geraldo, passa pelos bairros, Nossa Senhora das Graças, Praça 14 e Adrianópolis.

Álvaro Botelho Maia, nasceu no dia 19 de fevereiro de 1895 em Humaitá, Amazonas, filho de Fausto Pereira Maia e Josefina Botelho Maia. Iniciou o Curso Superior, em 1913, na Faculdade de Direito do Ceará. Formou-se em 1917 na Faculdade de Ciências Jurídicas e Sociais do Rio de Janeiro. Retornou estE ano a Manaus, ingressando na política, chegando a Presidente do PSD. Em 1918 foi candidato a Deputado Federal e perdeu a eleição. Em 1930 foi interventor Federal do Estado do Amazonas, governando até 1931. Em 1935 foi eleito Deputado Federal pelo Amazonas e depois nomeado Governado Constitucional do Amazonas, governou até 29 de outubro de 1945. Foi eleito em 1945, Senador da Republica pelo PSD. Foi eleito em 1950 novamente Governador do Amazonas, deixando o cargo para concorrer ao Senado, perdendo a eleição. Candidatou-se ao Governo em 1958 e 1962, perdendo as duas eleições. Em 1968 foi eleito Senador pelo Amazonas. Faleceu em Manaus em 09 de maio de 1969. Foi membro da Academia Amazonense de Letras e da União Brasileira de Escritores do Amazonas.
Jornalista, poeta, romancista e ensaísta, foi rico em publicações, panfletos, discursos, livros, jornais, etc., entre eles destacamos: “Canção de Fé e Esperança, 1923”, “Imperialismo e Separatismo, 1926”, “Na Vanguarda da Retarguarda, 1932”, Beiradão, 1958”, dentre outros.
Foi escolhido em 1925, pela revista Redenção “O Príncipe dos Poetas Amazonenses

Fonte: CARVALHO, Luiz Carlos de. Manaus. A História do Amazonas nas ruas de Manaus. Manaus: Bk Editora, 1995. 43 p.
Postar um comentário