terça-feira, 1 de abril de 2008

Ponte metálica Benjamin Constant , Manaus

A ponte metálica Benjamin Constant é um dos marcos históricos da Cachoeirinha, situada na entrada sul foi construída no período de 1892 a 1895 com peças todas importada da Inglaterra. Este foi mais um monumento históricoconstruído durante o governo de Eduardo Ribeiro. As obras foram supervisionadas pelo engenheiro Frank Hirst Hebblethwait.

Das pontes metálicas que existem em Manaus, a da Cachoeirinha é a mais imponente, sendo completamente reconstruída em 1938 durante o governo de Álvaro Maia. De acordo com dados do levantamento histórico de pesquisa realizada durante o governo Amazonino Mendes pela Secretaria de Comunicação (1987), os mais antigos contam que a primeira ponte do bairro foi construída em madeira e chamada pelos populares de ponte "Itacoatiara".

Foi pensando em ampliar e dar maior segurança que Eduardo Ribeiro decidiu construir a ponte de ferro e aço que hoje todos conhecem. Neste período, Manaus crescia com uma arquitetura totalmente inglesa a exemplo do Mercado Adolfo Lisboa. É possível observar nas casas construídas neste período com fachadas e calçamentos, além das primeiras praças, totalmente em design inglês.

A ponte da Cachoeirinha ainda recebeu outros nomes. Terceira Ponte, Ponte Metálica, Ponte da Cachoeirinha, mas oficialmente a nomenclatura dela é Benjamin Constant.

Em 1967, na gestão do então governador Danilo de Mattos Areosa foi dado início o processo de recuperação da ponte, devido ao desgaste natural. A recuperação ficou sob a responsabilidade da CSN (Companhia Siderúrgica Nacional), com sede no Rio de Janeiro em parceria com o DER-Am (Departamento de Estradas e Rodagem do Amazonas). O contrato foi publicado no Diário Oficial em 16 de setembro de 1967, onde a CSN ficaria com o encargo de desmontar, recuperar, substituir e montar as peças da estrutura.

Portal Amazônia
12.01.2006-GC
Postar um comentário