domingo, 15 de março de 2015

DIETA DA SOPA


No caderno de saúde de um jornal de grande circulação em Manaus, foi publicada uma matéria de página dupla com o seguinte cabeçalho “Afinal, qual a melhor dieta? Fiquei a pensar sobre o assunto, pois sou um partidário da "Dieta da Sopa", ou seja, deu sopa, eu como!

Segundo o artigo, a dieta que está fazendo o maior sucesso entre os políticos obesos de Brasília é a “Dieta da Ravena”, na qual o caboco elimina radicalmente com os carboidratos e adota o consumo de frutas, verduras, legumes e proteínas – o lance é fugir de produtos glicêmicos, (que diabos é isso?) como (não é para comer) doces, massas, batatas, pães, frituras, queijos amarelados e bebida alcoólica (é ruim, hein!), ou seja, evitar a Dieta da Sopa.

Outra que está na moda é a "Dieta do Pepino, onde o cara passa três dias consumindo apenas água e suco de pepino, não podendo ultrapassar três pepinos diários! Tu é leso, mermão!  Isso não é dieta, chama-se “Greve de Fome”! Sai pra lá com essa invencionice – não vou deixar a minha Dieta da Sopa “nem que a vaca tussa”.

Os mais afortunados fazem a “Dieta do Mediterrâneo”, com o consumo de leite e derivados, peixes (tipo Salmão), azeite de oliva, vinho tinto, verduras e legumes, nozes, azeitonas e amêndoas, lentilhas, grão de bico e cereais – muito diferente da dieta sopa, onde é liberado carne vermelha, alimentos industrializados e doces, além de muita cerveja, pois pobre somente toma vinho tipo Dom Bosco, no Natal e olhe lá.

A minha família não possui propensão à obesidade, a grande maioria é magrela por natureza – comemos ou bebemos de tudo: tapioquinha, tucumã, banana frita, café, leite, pão, peixes de montão, feijoada, sopa de carne e legumes (incluindo a Sopa do Professor), macarronada, rabada, carne vermelha, tacacá, queijos coalho feijão, arroz, macarrão, farinha branca e de uarini, frango frito, grelhado e assado, melancia, laranja, manga, doces de cupuaçu, sucos de frutas regionais, saladas, açaí e etecetera e tal – não engordamos nem com nojo de pitiú de bodó!


Apesar da minha idade já está um pouco vencida, estou feliz por poder ainda comer de tudo, sem nada me fazer mal, mas, estou ciente que terei mais cedo ou mais tarde deixar a Dieta da Sopa, não para perder uns quilinhos, mas por questão de saúde. Eu, hein! 
Postar um comentário