sábado, 27 de julho de 2013

FILTRO DOS SONHOS


Manaus temperatura amena, ideal para fazer uma caminhada pela nossa cidade – fui até a “Feira do Índio” – para minha surpresa, encontrei uma barraca com duas senhoras indígenas do Alto Rio Negro, elas foram muito simpáticas comigo e, fiz questão de comprar alguma coisa, escolhi um “Filtro dos Sonhos”,  com elas posando para a fotografia.

Elas me falaram que, ele deve ser colocado no quarto de dormir e, todos os sonhos maus ficarão pregados na teia da aranha, quando estiver carregado, a aranha (representado por uma semente de uma árvore da Amazônia) estourará.

A História do “Filtro dos Sonhos” é mais ou menos assim:
O Filtro dos Sonhos é um artefato indígena nativo americano originado na tribo dos Ojibwa. Durante o movimento de revitalização cultural indígena dos anos 60 e 70, foram adotados por nativos americanos de diversas nações. Passaram a ser vistos como um símbolo da unidade entre as várias nações indígenas, e como um símbolo geral da identificação com as primeiras culturas das nações.

“Conta uma velha lenda dos nativos norte-americanos, que um velho índio ao fazer uma Busca da Visão no topo de uma montanha, lhe apareceu IKTOMI, a aranha, e comunicou-se em linguagem sagrada.

A Aranha pegou um aro de cipó e começou a tecer uma teia com cabelo de cavalo e as oferendas recebidas. Enquanto tecia, o espírito da Aranha falou sobre os ciclos da vida, do nascimento à morte e das boas e más forças que atuam sobre nós em cada uma dessas fases. Ela dizia: “Se você trabalhar com forças boas será guiado na direção certa e entrará em harmonia com a natureza, do contrário, irá para uma direção que causará dor e infortúnios.” No final a Aranha devolveu ao velho índio o aro de cipó com uma teia no centro dizendo-lhe: “No centro está a teia que representa o ciclo da vida. Use-a para ajudar seu povo a alcançar seus objetivos, fazendo bom uso de suas idéias, sonhos e visões. Eles vem de um lugar chamado Espírito do Mundo que se ocupa do ar da noite com sonhos bons e ruins.”

Segundo demonstram algumas linhas do Xamanismo, mesmo de posse do Filtro dos Sonhos, teremos pesadelos, pois eles nos mostram visões de diversos aprendizados que devemos nos atentar. Acredita-se que o filtro impedirá que energias indesejadas interfiram no processo natural e particular de sonhar.

Na confecção do Filtro dos Sonhos, pode ser colocada uma pena no centro, abaixo, simbolizando a respiração, o elemento ar, e em alguns é colocado no centro uma pedra ou cristal. Tudo o que é colocado possui um significado. O Centro da Teia Corresponde ao Grande Mistério, o Criador, a Força que abrange o Universo inteiro.

O mais belo deste texto é a essência espiritual da natureza atuando, no caso da aranha, mostrando a “teia da vida” e ensinando que tudo está interligado. Incentiva-nos a prestarmos mais atenção nos nossos sonhos, na natureza, na nossa vida e em nossa construção; a buscar conexão com Deus e com a coragem, buscando Luz para rompermos a teia da ilusão e nos construindo cada vez mais, ligados ao Grande Espírito.

Bons sonhos!

Foto: Rocha
Postar um comentário