terça-feira, 7 de junho de 2011

IGARAPÉS DE MANAUS E BITTENCOURT

Posted by Picasa


Muito antes da “Manaus Moderna”, na enchente do nosso majestoso Rio Negro, ele entrava e inundava vários igarapés da nossa cidade, obrigando aos administradores públicos a construírem as seguintes pontes: Romana I (Igarapé de Manaus) Romana II (Igarapé do Bittencourt) e Benjamin Constant (Igarapé do Mestre Chico). Na foto antiga, mostra o entroncamento dos três, foram em parte aterrados em decorrência da construção da Avenida Beira Rio, fizeram uma grande barragem, impedindo a entrada das águas do Rio Negro, pois a ideia inicial era ligar o Porto de Manaus (Rodoway) até o Distrito Industrial, facilitando o transporte de containeres. Manaus já foi chamada de “Veneza dos Trópicos”, deveria ser uma maravilha, com rios entrecortando a cidade, com belas pontes e toda aquela frenética movimentação de barcos e pessoas. Tudo foi aterrado em nome do progresso, as pessoas mais humildes começaram a fazer, no local, as suas casas “palafitas”, até que surgiu um programa chamado PROSAMIM (Programa Sócio-Ambiental dos Igarapé de Manaus), com a retirada da maioria das casas que ficavam no entorno dos antigos igarapés e, implantação de vários conjuntos habitacionais e parques. Na local da foto antiga, foi construído o Parque Jeferson Péres e do Mestre Chico, além da Ponte que liga o centro ao bairro de Educandos, ficou tudo uma maravilha, porém, sinto saudade das enchentes e vazantes do Igarapé de Manaus, local onde nasci e morei por vários anos. E isso.

Postar um comentário