quarta-feira, 23 de março de 2016

AS DIVAS DO BAR CALDEIRA




O Bar Caldeira, localizado na esquina das ruas Lobo D`Almada e José Clemente, centro antigo de Manaus, cultiva desde a década de sessenta, o gosto pela nossa boa música brasileira e, mantêm coeso e sempre renovado, até os dias atuais, um grupo de amigos músicos e cantores, destacando-se quatro mulheres cantoras que são conhecidas como as divas do bar, ídolos de várias gerações de amazonenses.  

No final dos anos oitenta, eu tinha uma missão de ir buscar o meu filho mais velho, o Alexandre Soares, no Colégio Dom Bosco, sempre as sextas-feiras e, por ele gostar de jogar futebol de salão com os outros coleguinhas, no horário das cinco às sete da noite, aproveitava para frequentar o Bar Caldeira – o que me chamava muito atenção era um grupo de músicos e cantores que davam um show naquele lugar, porém, não fiz amizade praticamente com ninguém, pois o meu filho estudou apenas um ano naquela instituição de ensino.

Passados muitos anos, acredito que foi em 2006, comecei a frequentar regularmente aquele famoso bar e, tive o prazer de rever e fazer amizades com os remanescentes daqueles músicos e cantores - o dia preferido para ouvi-los, sem duvida, era aos domingos, quando o recinto era liberado totalmente para as suas apresentações.

Quatro mulheres brilhavam com as suas maravilhosas vozes: Graça Silva (Delegada, cantora e compositora), Celestina Maria (cantora e compositora), Kátia Maria (A Rainha do Rádio, rádio Difusora) e Nazaré Lacouth (A Estrelíssima do Rádio, rádio Rio Mar), que ficaram para a história do bar como “As Divas do Bar Caldeira” – sendo a Kátia Maria a primeira mulher a frequentar o estabelecimento, com direito a uma placa na “Calçada da Fama”.
Durante anos, escrevi e tirei fotos delas para publicação no nosso humilde blog, o que de alguma forma, serviu e, ainda serve, como fonte de pesquisas para o pessoal da imprensa que sempre gosta de homenageá-las.

Exemplos de postagens:

 
Esse grupo de músicos e cantores (as) ficou conhecido como “A Velha Guarda Caldeirense” e, ainda se apresentam aos domingos, no horário das cinco às sete da noite.

O Canal AmazonSat (44), no Programa Documentos da Amazônia, do historiador Abrahin Baze, fez documentários sobre a Kátia Maria e a Nazaré Lacut - outro programa, denominado “Amazonas Mulher” fez uma bela homenagem a Celestina Maria, que também recebeu um emocionante tributo na Escola de Samba Vitória Régia.

A Doutora Graça Silva sempre é requisitada para dar entrevistas nas rádios, jornais e televisão, além de receber inúmeras homenagens pela sua brilhante atuação como delegada de policia civil.

Recentemente, assisti a homenagem que o AmazonSat fez a cantora Nazaré Lacouth – fiquei feliz, pois o apresentador publicou algumas fotografias que tirei e, ainda leu alguns trechos que escrevi em nosso blog (apesar dele não ter me dado os créditos).

Parabéns a Graça Silva, Celestina Maria, Kátia Maria e a Nazaré Lacouth – que continuem por longos anos cantando e encantando para os seus fãs de Manaus – elas são As Divas do Bar Caldeira. É isso ai.
Postar um comentário