terça-feira, 23 de junho de 2009

IGREJA DE SÃO SEBASTIÃO

Posted by Picasa
Aos doze anos de idade fui morar na Rua Tapajós; deixei de frequentar a Igreja Nossa Senhora da Conceição e, passei a ir a Igreja de São Sebastião, em decorrência de ficar na Rua Dez de Julho, bem próxima da minha nova residência. Participei da Juventude Franciscana de Manaus – JUFRAMA, sob o comando do Frei Fulgêncio Monacelli; as nossas reuniões aconteciam no Teatro Juvenil (hoje é uma faculdade da Uninorte). Olha ela aí de novo gente!
Na igreja de São Sebastião fui batizado, fiz a primeira comunhão, crisma e o casório no católico. Participava ativamente das atividades culturais, esportivas e dos eventos religiosos. De fato, eu era um católico, apostólico e romano!
Sempre achei a minha igreja muito bonita, segundo os historiadores a igreja foi construída sob a direção de Gesualdo Marchetti de Lucas, em 1888, tem estilo neoclássico, com alguns elementos medievalistas, seu interior é marcado por painéis e vitrais europeus, bem ao estilo da época. Intactas, as pinturas que cobrem o teto até o altar, incluindo a cúpula e as paredes, trazidas da Itália e afixadas no local, são de autoria de Silvio Centofanti, Francisco Campanella e Ballerini. A maior delas, pintada por Ballerini, no teto, logo à entrada, mostra o martírio de São Sebastião; a base da cúpula retrata os quatro evangelistas; e a própria cúpula a "Glória do Céu", com oito anjos. A fachada da Igreja São Sebastião tem somente um sineiro - o segundo jamais foi construído, alguns afirmam que o mestre de obras teria fugido com o dinheiro destinado à construção. Desde sua fundação, a Igreja pertence aos padres Capuchinhos.
Para conhecer mais a igreja, irei pesquisar o livro "História da Igreja de São Sebastião", editado em 1999, do saudoso Mário Ypiranga Monteiro.
Postar um comentário