quarta-feira, 5 de agosto de 2015

SECOS E MOLHADOS

LAVA JATO
1. A “Operação Lava Jato”, da Polícia Federal (PF) já cumpriu mais de uma centena de mandados de busca e apreensão, prisões temporária, preventivas e conduções coercitivas, com bloqueio de bilhões de reais, tudo graças, em parte, com as deleções premiadas (troca de favores) entre o juiz e os réus, com redução de pena quando este for julgado, em troca de informações importantes sobre outros criminosos ou dados.
2. Muita grana está sendo ressarcida, porém, o velho e antigo colchão ainda será o “porto seguro” desses criminosos, pois estamos na “era digital” e, tudo pode ser encontrado (bens em poder de laranja, contas no exterior, grana nos cofres, automóveis de luxo, obras de arte, etc.), menos rasgar para ver o que se encontra no interior do colchão! Com os novos modelos “Cama Box King Size Baú” é possível colocar muita coisa, inclusive dólares, euros e até reais (para pagar pequenas contas).
3. Os antigos não gostavam de colocar grana nos bancos (por desconfiança), tudo era guardado dentro dos colchões, mesmo tendo desvalorização monetária – um hábito que está pegando, na atualidade, pelos bandidos que tem medo da tecnologia digital traiçoeira.
4. Será que esses bandidos (quando estiverem soltos e rindo da nossa cara) terão coragem de lavar os seus carrões em algum posto de Lava Jato?

RODAR NA BICA
O meu amigo Rogério Dias mostrou-me o CD da Banda Alaidenegão - botou para tocar em seu carrão, a faixa "Rodar na Bica". No carnaval da BICA 2015 fiquei surpreso com a apresentação do "Cauxi Eletrizado", formando por jovens músicos daquela banda e dos "Tucumanos", eles cantaram varias vezes essa musica, aliás, os caras foram muitos aplaudidos pelos milhares de "Biqueiros" e pela Ana Cláudia Soeiro Soares.
Ana Cláudia Soeiro Soares Adoro a banda Alaídenegão e Tucumanos, Rocha.
O Cauxi Eletrizado foi uma ideia brilhante dos integrantes das bandas que tem feito muito sucesso no carnaval.
Pra nós foi uma honra que eles fizessem parte da apresentação da Bica este ano, assim como você, que arrebentou também.
Letra>
Ta se arrumando
Vai se perfumar
Corre pro armando
Tá querendo armar

Vai rodar na bica!

Pede uma cerveja
Toma no balcão
Flerta com o gringo
Não quer dormir no chão

Vai rodar na bica!

Dança com um “amigo”
Quer se divertir
Pensa que é mulher
Não é mesmo assim

CASARÕES DE MANAUS
Dei uma volta, ontem, pelas ruas do entorno do Paço da Liberdade. Visitei a casa/museu do Sebastião Aquiles (Saba), o cara gastou uma nota preta para recuperar um casarão da Rua Bernardo Ramos. Nessa rua, passei pela primeira casa de Manaus, ela esta sendo recuperada faz mais de dez anos! Pode? No inicio da Av. Sete de Setembro, um empresário comprou e recuperou três casas antigas e, colocou a venda. Os preços: 400, 600 e 800 mil. Caramba!

VENEZUELA, NEM PENSAR
A minha filha Amanda, recentemente, fez uma viagem à Venezuela. Ela achou que foi dinheiro jogado fora, pelos seguintes motivos: Foi roubada pelos policiais da Guarda Nacional; não encontrava nem água mineral para comprar no comércio; na farmácia a balconista falou que não vendia remédios para estrangeiros e ficou horrorizada com as quotas impostas pelo governo maduro (quase podre): gasolina e supermercados. Sentiu-se angustiada em estar em um hotel com toda a mordomia possível, com preços baixíssimos e, ver o povo passando toda aquela miséria, mesmo tendo uma das maiores reserva de petróleo e gás natural do mundo. Viajar para a Venezuela, nem pensar!

REGIME MILITAR NAS ESCOLAS
Através de um programa do AmazonSat, pude conhecer o funcionamento de uma escola militar, em Manaus. Fiquei surpreso com o rendimento e disciplina dos alunos. Nota Dez! Acredito não ser possível adotar plenamente essa disciplina militar para as demais escolas ditas “normais”, o que poderia se feita, em parte, para as de “tempo integral”. Fico trinte quando vejo as manchetes dos jornais mostrando alunos que desrespeitam os professores, danificam a escola, consomem drogas dentro do colégio e provocam brigas e confusões. Sou a favor da presença constante dos militares dentro dos colégios, para evitar esses abusos e implantar uma disciplina mais rígida.

DIA DO ROCK


Em homenagem ao "Dia Mundial do Rock", anexei uma fotografia da capa de um disco de vinil, gravado pela banda "Titãs", em 1986, um disco que guardo faz algum tempo, pena que não possuo mais um "Toca Disco", para ouvir os meus "bolachões".



MEDALHÃO COM SÍMBOLO DO IMPÉRIO DO BRASIL



Marco da construção das galerias Pluviais construídas pelos ingleses. Local onde ficava a ponte sobre o Igarapé do Espírito Santo - 2005
ESTA MURALHA E ATERRO DA PRAÇA FORÃO FEITOS NO ANO DE 1881 - SENDO PREZIDENTE DA PROVINCIA ..."
Fotos de Chico Batata
MEDALHÃO DO IMPÉRIO DO BRASIL
ABERTURA DO MARCO
Local onde fica o Medalhão de Concreto que marca o local exato onde ficava a ponte do igarapé do Espírito Santo e que foi aterrado, este medalhão é português, há um desenho nele da coroa Portuguesa.
Fotos de Chico Batata

DOAÇÕES DE CAMPANHA
A resposta é sempre a mesma:
- Recebi, sim, porém, foi de forma legal e declarada a justiça eleitoral!
Estamos careca de saber que, a lógica do setor privado é investir recursos para obter lucros cada vez maiores, não existindo essa de “doar sem fins lucrativos”, ou por que gosta da “ideologia” daquele partido ou do carisma do candidato a um cargo eletivo do legislativo.
Muito pelo contrário, os empresários investem, através das doações para campanhas políticas, para mais tarde, ganharem a maioria das licitações milionárias, além da influencia no executivo ou serem beneficiados de alguma forma e não serem contrariados em seus interesses empresariais.
Isso é muito fácil de constatar, basta o cidadão acessar o site do TRE e verificar as pessoas físicas e jurídicas que mais doaram para campanhas, por exemplo, de um Prefeito ou Governador, depois, acompanhar as publicações no Diário Oficial, para verificar o óbvio: são os que mais ganham as licitações milionárias, direta ou indiretamente!
Isso é um negócio, um jogo onde o poder e a grana andam de mãos atadas, perdendo sempre o mais fraco: o povo.

VERBAS DE GABINETE DE POLITICOS
Diariamente, leio e assisti noticias sensacionalistas, corrupção, desmandos, desvios de verbas públicas, salários aviltantes dos homens públicos. Quanto aos valores de verbas de gabinetes dos políticos, mais precisamente do Deputado Josué Neto, soma-se a tudo de ruim que acontece em nosso país. Lamentável a atitude desse parlamentar, pois estamos vivendo em época de crise generalizada e, não falta dinheiro dos contribuintes para ele e seus pares fazerem farra à vontade. É assim a vida: Tal Filho, tal Neto! http://portaldoamazonas.com/presidente-da-ale-am-dep-josue-neto-ja-gastou-ate-maio-r-83-94000-mil-apenas-com-verba-de-gabinete

LUPANAR VERÔNICA

Um amigo de copo estava tomando umas no antigo Bar Caldeira, centro antigo de Manaus. Na boquinha da noite, solicitou ao gerente Adriano Cruz, que chamasse um táxi. Assim que o motora chegou, o bebum falou:
- Por favor, me leva na "Verônica", ali na Constantino Nery!
O motora arregalou os olhos e disparou:
- Mas, senhor, o lupanar "Verônica" fechou na década de setenta!
Em seguida, o "pudim de cana" saiu com essa pérola:
- Não fechou, não, os jovens é que gostam de chamar de Millennium, pois continua o mesmo puteiro!

SERTANEJOS

Cada um possui a sua preferência musical, isso não se discute, mas, tem um que está nas paradas de sucesso faz tempo. Ontem, uma vizinha resolveu festejar o seu aniversário, colocando “no toco” o volume do som até altas horas, emprenhando os meus ouvidos. Pela manhã, sintonizei uma emissora de rádio “que se toca flash back”, lá estavam eles com uma de antigamente. Olhei para os outdoors, a pedida era somente eles para os dias dos namorados. Folhei um jornal e uma revista, novamente os caras estavam ali. Liguei a TV, imaginem que estava lá? Exatamente, os caras! Caramba!. Bem sei que, esse gênero é brasileiro, nascido no inicio do século passado, no interior de São Paulo, estando, atualmente, na quarta era, conquistando os jovens com o ritmo universitário, revelando muitas duplas vindas de Goiás e Mato Grosso do Sul, além de alguns na “carreira solo”. Eu gosto muito de MPB dos anos 70, 80 e 90, além da nossa MPA. Pois é, estou “até a tampa” com esses sertanejos! Eu, hein!
Postar um comentário