segunda-feira, 20 de abril de 2009

TODO DIA É DIA DE ÍNDIO




No dia comemorativo ao índio, participei do lançamento da campanha POVOS INDÍGENAS NA AMAZÔNIA - PRESENTE E FUTURO DA HUMANIDADE, no Palacete Provincial, centro antigo de Manaus.

No Museu da Imagem e Som, foram exibidos o vídeo da campanha e filmes etnográficos; na Arena do Palacete, assistimos as apresentações dos grupos indígenas: Wotchmaucu – Povo Tikuna – Dança Indígena do Povo Munduruku Inhã-Bé Cury – Povo Sateré-Mawé.

A Coordenação das Organizações Indígenas da Amazônia Brasileira – COIAB, fica na Av. Ayrão, 235 B. Presidente Vargas, fone + 55 (92) 3621-7501; disponibiliza o material da campanha (Power point informativo, Vídeo Clip de lançamento e Camiseta) ao preco de R$ 20,00 (vinte reais). Vamos todos participar e colaborar!

Objetivo Geral da Campanha: afirmar a importância dos povos indígenas para o futuro da Amazônia e da humanidade, combatendo a ofensiva contra os seus direitos e as suas formas próprias de vida.

Objetivos específicos:
· Sensibilizar a sociedade sobre a realidade sócio-ambiental e a experiência histórica dos povos indígenas e das comunidades tradicionais, para uma nova compreensão de sua realidade, distinta daquela difundida pelos anti-indígenas;
· Denunciar as ameaças à vida dos povos da Amazônia, em especial àqueles em situação de isolamento;
· Fortalecer e garantir os direitos territoriais e a proteção da vida dos povos indígenas, com a solidariedade nacional e internacional;
· Somar com as experiências em cursor que pensam a Amazônia a partir dos povos que nela vivem, mantendo a floresta em pé.

Os organizadores da campanha distribuiram um panfleto, contendo diversas informações e, a seguinte declaração: [... no contexto da crise ambiental e econômica mundial, o caminho do bem viver (sumak kawsay em Quéchua – repartição das riquezas, do respeito à diversidade, da ética na convivência humana, da descolonização da vida, da história e do futuro, do exercício e garantia dos direitos das pessoas e dos povos) forjado pela sabedoria e experiências milenares dos nossos povos de Abya Yala (América) se apresenta como alternativa ao desenvolvimento concebido pelas sociedades ocidentais, baseado na exploração e depredação. O mundo não é um só. É múltiplo e diverso. Nossa mãe terra (pachamama) é um ser vivo no quais convivem distintas culturas, uma biodiversidade riquíssima que não está a serviço do homem, porque o homem é parte dela e com ela deve viver em harmonia...].

O pajé mundurucu, foto acima, disse que os brancos comemoram o dia 19 de abril, como o dia do índio, para ele "Todo dia é Dia de Índio". Está corretissímo!
Postar um comentário