quinta-feira, 2 de março de 2017

A MAJESTADE DO SAMBA – PORTELA , CAMPEÃ DO CARNAVAL CARIOCA EM 2017




Os portelenses passaram trinta e três anos engasgados com o grito “É campeã!;


Apesar de três décadas sem ganhar um desfile, ainda é imbatível até hoje em títulos: são 22 vitórias;

Foi uma das fundadoras do carnaval carioca;


Foi a primeira a introduzir uma alegoria – um globo terrestre; 


O primeiro samba enredo;


A primeira  sair com a comissão de frente;



Foi campeão, em 2017, com o Enredo “Quem nunca sentiu o corpo arrepiar ao ver esse rio passar”,  inspirado no antigo samba do Paulinho da Viola, que cantei e até hoje canto no banheiro:


Foi Um Rio Que Passou em Minha Vida

Paulinho da Viola

Se um dia

Meu coração for consultado

Para saber se andou errado

Será difícil negar

Meu coração

Tem mania de amor

Amor não é fácil de achar

A marca dos meus desenganos ficou, ficou

Só um amor pode apagar

A marca dos meus desenganos ficou, ficou

Só um amor pode apagar

Porém! Ai porém!

Há um caso diferente

Que marcou num breve tempo

Meu coração para sempre

Era dia de Carnaval

Carregava uma tristeza

Não pensava em novo amor

Quando alguém que não me lembro anunciou

Portela, Portela

O samba trazendo alvorada

Meu coração conquistou

Ah! Minha Portela!

Quando vi você passar

Senti meu coração apressado

Todo o meu corpo tomado

Minha alegria voltar

Não posso definir aquele azul

Não era do céu nem era do mar

Foi um rio que passou em minha vida

E meu coração se deixou levar

Foi um rio que passou em minha vida

E meu coração se deixou levar

Foi um rio que passou em minha vida

E meu coração se deixou levar!



“Para mostrar que na Portela o samba é religião

O perfume da flor é seu

Um olhar marejou sou eu

Quem nunca sentiu o corpo arrepiar ao ver esse rio passar”




Sou da Amazônia,  de Manaus, onde passa o majestoso Rio Negro, sempre sinto o corpo arrepiar ao ver esse rio passar!

 

Parabéns a Águia Azul e Branco!

Fotos:
Postar um comentário