terça-feira, 15 de dezembro de 2015

SECOS & MOLHADOS

NÃO DÁ RETORNO
O Centro de Convivência da Família Padre Pedro Vignola, na Cidade Nova, encontra-se fechado para reformas. Dizem que o governo do Estado não paga ninguém, está tudo atrasado, inclusive reincidiu o contrato com a empresa de segurança. O José Melo alardeia por ai que, fez economias para poder continuar com a duplicação da Estada Manoel Urbano (Iranduba-Manacapuru) e mais quatrocentas obras no interior do Amazonas. Isso gera retorno para as construtoras, empresários e visibilidade para o governador. As obras dos PROSAMIM da Bacia do São Raimundo continuam a todo vapor, não existe tempo ruim. Essas obras e outras, depois de prontas, são entregues a própria sorte, pois a segurança e a manutenção NÃO DÁ RETORNO!

REVANCHE ARMADA
Não entendo nada de lutas, principalmente, dessas conhecidas como “Artes Marciais Mistas”, MMA sigla em inglês, tendo como o principal organizador o Ultimate Fighting Championship - UFC, dos Estados Unidos. Existem bares, em Manaus, onde as lutas são passadas o tempo todo. Pois bem, em se tratando da luta de um amazonense, da minha cidade, resolvi perder parte do meu precioso sono, para assistir a última luta do sábado. Fora apenas treze segundos para o meu conterrâneo beijar o chão! Dizem que a fera perdeu apenas duas lutas em quase dez anos e, estava ficando cansadíssimo ganhar todas! Segundo revistas especializadas, o nosso caboco José Aldo, ganhou cem mil reais por cada segundo, agora, multiplique por treze, para saber que ele ganhou uma fortuna para apanhar! Depois da peia armada, vem essa de revanche! Isso cheira armação, pois serão mais de um milhão de reais que irá ganhar na próxima luta! Aliás, todo mundo vai ganhar, menos eu, pois irei perder, novamente, o meu sono!

FIGTH NA MINHA COMUNIDADE
Ontem, teve uma “festa de arromba” na minha comunidade da Cidade Nova II, com DJ e Kit Balada, tocando no volume máximo muita discoteca dos anos 80 e 90, além de SambaFunk – com bastante comida e mulheres de montão.
Só faltava uma coisa: briga. Em festa de pobre, sem briga no final, não fica legal!
Cravado três horas da madruga, o fight começou: era mulher gritando, curumim chorando, cachorro latindo e, o couro comendo.
Chega o carro do “Ronda nos Bairros” com a sirene ligada, era neguinho correndo pelos becos e vielas, desligaram o som e o jogo de luz e a casa sendo fechada.
Silencio total, somente assim, toda a comunidade pode dormir em paz!
Festa de aniversário no interior dura no mínimo dois dias – ouvi falar que, logo mais a noite haverá a continuação do niver, com o famoso RO (restos de ontem), com direito a um telão para assistir a luta do José Aldo e Conor, direto de Los Angeles (USA) na disputa do campeão mundial do peso-pena no MMA.
Depois da luta, houve também porrada na minha comunidade. Faz parte. Quem for podre que se quebre! Fiquei na arquibancada, sou doido, mas, não sou leso.

URINAR PARA CIMA
Tenho um amigo que já passou dos sessenta anos – o camarada sofria muito com a próstata grande (hiperplasia), pois o fluxo urinário era fraco, doía muito e passava o tempo todo indo ao sanitário (incontinência urinária) – foi operado em outubro passado. Depois do pós-operatório, voltou ao médico urologista, feliz da vida:
- Doutor, agora, consigo urinar forte, igual a um jovem de vinte anos! – gabando-se do sucesso da cirurgia
- Beleza! No entanto, um jovem sem segurar “a dita cuja” pode urinar até para cima, enquanto você, deve se contentar somente para baixo! – o médico respondeu na gozação.

MÊS - COR - SIGNIFICADO:
OUTUBRO ROSA = Prevenção das mulheres;
NOVEMBRO AZUL = Prevenção dos homens;
DEZEMBRO VERDE = Grana do 13º, férias, Natal, presentes e festa de final de ano;
JANEIRO VERMELHO = Contas atrasadas, cartão de crédito furado, impostos, material escolar, etc.
FEVEREIRO BRANCO = Esquecer tudo e, entrar no CARNAVAL!

HAJA FULEIRAGEM
O Deputado Estadual Wanderley Dallas (PMDB) apresentou um projeto para votação na ALE-AM, reconhecendo as festas do Peão Boiadeiro e do Tucunaré, como patrimônio cultural e imaterial para o Amazonas. Ai começou a fuleiragem: os deputados falaram o seguinte: “Parintins, por exemplo, não pode ser incluído nisso, porque lá temos boi e bodó” -“Vou apresentar o projeto tutti-frutti” – “Tem um colega aqui que apresentou um projeto da festa do repolho, do maxixe e do quiabo”. O autor do projeto, muito puto da vida, deu o troco “Muitas pessoas vêm aqui para fazer gracinha, mas são esses mesmos que depois vão para o interior pedir votos do caboclo”.
Na Comissão de Mudanças Climáticas do Senado Federal, o Senador Ronaldo Caiado (DEM), estava bravo com o processo de venda da CELG (Centrais Elétricas de Goiás) e, começou a questionar o Ministro das Minas Energias, o paraense Eduardo Braga. Este falou “Vossa Excelência é um desequilibrado”. O outro deu o troco “Bandido! Safado!”. O Dudu “Respeite-me! Vossa Excelência é que é bandido e safado!”. Caiado “Se ele quiser se retratar do desequilibrado, vou me retratar do restante”.
Na Zona Leste, um cara escreveu no muro, o seguinte: “Aumento de 38,8% na tarifa da energia elétrica é um roubo. Sendo assim, vou fazer um “gato” lá em casa, pois roubar de quem está roubando a agente não é crime”.

Eu tinha dois amigos que moraram na Rua Tapajós (eles já se foram para o andar de cima), gostavam muito de pinga. Certa vez, tomaram todas e, resolveram ir até o Cemitério São João Batista, para limpar a sepultura do pai de um deles. Tiraram todo o mato, tamparam um formigueiro, pitaram, refizeram um banquinho e tudo o mais. Ai o cara começou a chorar alto, foi quando apareceu uma senhora e perguntou: Por que você está chorando? Pelo meu pai que ai enterrado! Teu pai? Esse ai era o meu marido, era um negão de dois metros de comprimento, enquanto você é um baixinho, branco e dos olhos azuis! Um olhou para o outro e falaram "Erramos de sepultura!" O que estava chorando, disse "Vamos procurar a certa e começar tudo de novo!" O outro "Tu é leso, abestalhado"!
Postar um comentário