terça-feira, 6 de junho de 2017

O BOI BOIOLA DE PARINTINS

Quando se fala no Festival Folclórico de Parintins (distante 369 quilômetros da capital Manaus), sempre vem à mente os Bois Caprichoso (azul e branco) e Caprichoso (vermelho e branco), no entanto, apareceu por lá uma terceira opção para os brincantes mais alegres e irreverentes, o Boi Boiola (Pink), um legitimo representante da comunidade GLBT daquela cidade.

Tudo começou, em 2004, quando um grupo de amigos resolveu fretar um barco regional, para brincar de boi na Comunidade Zé Açu, no município de Parintins, onde puderam dançar como os itens femininos dos bois famosos do Festival, incorporando os de seus sonhos.

Com o passar dos anos, o boi tomou forma, transformando-se no Boi Boiola, na cor Pink, com uma flor na testa, cílios imensos, boca enorme e laços no chifre – totalmente gay.

Após anos de ostracismo, por medo de represálias, abriram, em 2007, a brincadeira para a população da Ilha Tupinambarana (Parintins), fugindo totalmente do padrão dos bois Caprichoso e Garantido – apresentando-se em lugares diversos, com muita brincadeira e irreverência por parte dos brincantes.

O boi copia os “itens oficiais” dos outros bois, porém, de uma forma muito engraçada:

Rainha do Folclore – Paula Poliana Patrícia de Góes Dianná Nogueira  de Pajura;

Porta Estandarte – Alaneth Tupinambá Tapajós Brasil;

Sinhazinha da Fazenda – Ana Duda Pazzuelo Gonçalves Ianuzzi Faria de Medeiros Cardoso Viana;

Morena Bela – Fabinha Jackson Mandela Obama Silva e Silva; 

Cunhã Poranga – Suzy Sullivan Brasileiro Linhares Ferreira Cunscaralho Benoliel Esparramando o Barro Azedo;

Pajerana – Dany Boi Santana Nascimento;

Ama do Boy - Tunia Vlasak Medeiros de Oransseme;

Apresentadora – Fran Fran Faria Paulain Neves;

Outros: Musa Boiola, Cabocla Boqueteira, Vagueyrada e as Tribos Comecús e Akidauanus.

No ano passado, vieram para uma apresentação única em Manaus – foi no Almirante Hall, foi num sábado, vinte e quatro -  contando coma apresentação dos levantadores de toadas Leonardo Castelo e Arlindo Junior e encerra com o Performance  Show de Transformistas.

De 2006 até 2015, tiveram os seguintes "Temas Oficiais":

2006 - C... a grande maloca
2007 - Besouros de fogo
2008 - Preservando os cu-rumins da Amazônia
2009 - Tesão
2010 - Ereção
2011 - A magia da masturbação
2012 - Viva a tradição das veteranas populares
2013 - Uma década de boiolagem
2014 - Dooooor...
2015 -  Bibas “ATIVAS” da Amazônia.


Para 2017, o Boi Boiola já gravou até um clipe, veja abaixo.

Tudo brincadeira, tudo diversão, uma forma irreverente do pessoal de Parintins, para o mundo ver.

Fontes:



Postar um comentário