terça-feira, 26 de junho de 2007


AVISO AOS NAVEGANTES

O rio é um recurso natural encontrado em grande quantidade na região Amazônica, no entanto, está sendo poluído pelo lixo fluvial lançado por passageiros e tripulantes das embarcações.

Com base nestes fatos a Sociedade de Pesquisa e Preservação da Amazônia – S.P.P.A. realizou a pesquisa “O Lixo Descartável / Reciclável nos rios da Amazônia”, no trecho compreendido Belém-Manaus e Belém-Macapá e está realizando a 2ª. Fase da campanha “VAMOS PRESERVAR OS NOSSOS RIOS”, que pretende sensibilizar os donos das embarcações, tripulantes e VOCÊ usuário, para não jogar lixos descartáveis nos rios, tais como: latas, copos, garrafas plásticas, vidros, talheres, pratos, sacos e outros.

Seja Caprichoso, só depende de você manter Garantido o nosso rio limpo.

LIXO FLUVIAL

O que é isso?

É o lixo composto, entre outros, por objetos lançados nos rios pelas embarcações de transportes de passageiros.

O lixo, quando acumulado nos rios, impede a passagem das águas, causando entupimentos, assoreamento e inundações, nos períodos de chuva.

Composição do lixo fluvial, segundo Pesquisa realizada pela S.P.P.A.:


· PLÁSTICOS: (75% do total) copos, refrigerantes, pratos, talheres, canudinhos, sacos e outros.


· ALUMÍNIO: (22% do total) latas e outros.

· VIDRO: (3% do total) refrigerantes, copos, pratos e outros.

Obs.: Os objetos descartáveis representam 95% do lixo fluvial.


COM VOCÊ PODE
COLABORAR E
PARTICIPAR DESTA
CAMPANHA PARA
PRESERVAR NOSSOS RIOS.


· Durante a sua viagem de barco, não jogue nos rios as embalagens descartáveis dos produtos que você consumir PROCURE A LIXEIRA MAIS PRÓXIMA.
·
· Converse com seus acompanhantes para agirem da mesma forma.
·
· No caso da embarcação não possui lixeiras solicite aos tripulantes sacos para recolher as embalagens e reivindique a colocação de lixeiras.
·
· A tripulação pode recolher todo o lixo a bordo e depositar nos coletores apropriados para o lixo fluvial instalados no porto onde a embarcação pára.


OS OLHOS NÃO VÊEM
MAS OS RIOS SENTEM!


NÃO JOGUE LIXO NOS RIOS!




Postar um comentário