sábado, 8 de abril de 2006

Esta foto é recente, mostra o que restou do Parque Amazonense.
A seguir, uma breve historia do futebol no Amazonas.

O Futebol no Amazonas começou a ser praticado no fim do Século XIX.
Inicialmente trazido pelos ingleses (lembremos que Manaus à época era uma cidade cosmopolita) e depois praticado pelos "naturais".
Breve histórico
Entre 1890 e 1914, Manaós (note-se a grafia diferente do que hoje – Manaus), conheceu seu auge econômico por causa do "Boom" da Borracha. Rapidamente, de uma pequena cidade surgiu em poucos anos verdadeiros monumentos e palácios, rede de esgotos, paralelepípedo, companhias de teatro, teatros, Pontes, Mercados, Porto moderno (Roadway) etc.. Os ingleses foram basicamente os maiores financiadores dessa estruturalização da cidade.
Manaus foi a primeira cidade a ter Universidade no Brasil. A Segunda a receber luz elétrica. A Segunda a receber Bondes (Do Nazaré e o central). Com muito prestígio e fausto, não é lenda afirmar que os papel - moedas eram queimados para acender charutos dos ricos.
E o FUTEBOL? Os ingleses foram os implementadores do Futebol que nós conhecemos hoje. Não diríamos fundadores ou criadores , pois estaríamos subestimando ou omitindo jogos idênticos realizados em povos remotos. No Brasil, em 1894, Charles Muller trouxe a bola e fomentou o esporte. Em Manaus, o surgimento dessa idéia se deu um pouco mais tarde.
Sabe-se por meio de fatos comprovados que no Antigo campo do Luso, aonde hoje assenta-se o Ginásio Renê Monteiro e terras circunvizinhas à Ponte dos Bilhares na Avenida Constantino Nery haviam jogos disputados entre os ingleses que residiam em Manaus. Em 1906 oficialmente pode-se datar como o primeiro ano que realmente houve detalhes de partidas entre os britânicos.
Em 1906 também, surgia o Campo do Parque Amazonense, mas só que para corridas de cavalos e alguns outros esportes diversos.
Voltando à questão da localização do Antigo Campo do Luso, assistindo àquele jogo chamativo, sem preconceito de cor, altura, peso, etc.. O amazonense começou a se interessar e também a praticar o novo esporte. O futebol à naqueletempo era tão desconhecido, que os jornais da época só falavam do Velódromo de Manaus. Mesmo assim, aqui ou acolá havia alguma referência ao FOOTBALL praticado pelos marinheiros, empresários e despachantes ingleses.
O primeiro Campeonato Oficial do Amazonas se deu somente em 1914 quando o Manaus Athletic Club (clube essencialmente formado por ingleses) tornou-se campeão. O fato se repetiu em 1915 no bi - campeonato.
Por essa época já havia a derrocada da Borracha, e, os ingleses logo partiram de volta à Europa, ficando aqui, apenas alguns nichos de europeus, mas o esporte já estava consagrado, com os "filhos da terra" já o praticando. Foi quando o Nacional Futebol Clube tornava-se penta - campeão (1916 – 1920).
Onde hoje localiza-se uma famosa farmácia de Manaus, nas esquinas da Avenida Constantino Nery com Rua Leonardo Malcher havia a antiga sede dos Ingleses, que depois foi adquirida pelo Olímpico Clube.
Durante algum tempo o Pequeno Estádio General Osório que hoje pertence ao Colégio Militar de Manaus, no Centro da cidade serviu de palco para jogos de FOOTBALL. O Parque Amazonense surgiu na década de 10 para o futebol. Com capacidade de público para no máximo 12 mil espectadores foi até 1973 a principal praça desportiva, seguida da Colina, de propriedade do São Raimundo que era o segundo estádio.

Nas redondezas do "Centro – Histórico" do Futebol amazonense, localiza-se o Bosque Clube, que tem ascendência inglesa nos seus anais. Do Campo do Luso só restou saudades. O Igarapé (Mindú e da Cachoeira) que passa no local, delimita duas áreas que no final do Séc. XIX foi palco dos primeiros jogos na capital baré.
Hoje, nessa mesma avenida Constantino Nery localiza-se o majestoso estádio Vivaldo Lima, a aproximadamente 2 km desse local, mais para o Norte da cidade. Inaugurado em 1970 é a principal Praça Desportiva de Manaus com capacidade de público aproximada de 50.000 pessoas (hoje). É chamado também de "Coliseu do Norte", "Tartarugão" e "Vivaldão". lembremos que antes da grande reforma de 1995, no Vivaldão cabiam 58.000 torcedores.

O Amazonas, principalmente pelo cosmopolitismo de Manaus foi um dos primeiros pontos do Brasil a receber o Futebol. Pouca gente sabe, mas o Nacional, Fundado em 1913; Rio Negro, 1913; São Raimundo, 1918; Luso, 1912, etc... Quando surgiram já foram estreando no futebol. Por isso mesmo, o futebol amazonense, mesmo aos "trancos e barrancos" pelo tempo , permeado às vezes com algumas glórias, deve merecer o respeito de qualquer desportista que ame a bravura, o destemor e que admira a História com base do presente. O passado é a verdade implícita de que nosso presente e o futuro que virá serão autênticos por causa do Início lá atrás. Sem Início não há meio ou fim.

Daniel Sales
geovisit();
Postar um comentário